Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

MPE pede afastamento do vice-prefeito de Naviraí

25 Abr 2007 - 11h04
O MPE (Ministério Público Estadual) apresentou mais uma ação civil pública contra prefeito Zelmo de Brida e o vice-prefeito de Naviraí, Ronaldo da Silva Botelho, por improbidade admionistrativa. A ação proposta pela Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de Naviraí, por intermédio do promotor de Justiça Paulo da Graça Riquelme de Macedo Júnior também tem como réus os funcionários públicos João Marcos Pedro Rosa e Marcos Ricco Santelli, o irmão o vice-prefeito Ronan da Silva Botelho, o presidente municipal do PMDB Salvador Cardoso e Maria Thereza Vieira Nardoto, sobrinha de Ronan Botelho.
De acordo com as informações do inquérito civil, Ronan Botelho e Salvador Cardoso criaram a empresaMTV Nardoto ME, em nome de Maria Thereza Vieira Nardotto, para participarem de licitação destinada à aquisição e plantio de grama em escolas municipais e no estádio Virotão, principal local de atividades do Clube Esportivo Naviraiense.
Conforme consta no Inquérito, o contrato entre a Prefeitura e a empresa é ilegal, já que o proprietário da empresa é o irmão do vice-prefeito e os serviços prestados viabilizaram as atividades do time de futebol em que o vice-prefeito é dirigente, sendo pagos com recursos da municipalidade. Apurou-se também, que a empresa não possui sede própria, funcionando na casade Ronan da Silva Botelho, não conta com funcionários assim como não possui nenhum tipo de equipamento para a prestação do serviço contratado.
Diante destas irregularidades, o MPE ajuizou a ação onde pede o afastamento do vice-prefeito e de todos os requeridos que possuam cargona Prefeitura, exceto o prefeito, por não ter ficado provada sua participação comissiva na ilicitude. Foi pedida também a indisponibilidade dos bens dos requeridos e a proibição da empresa MTV Nardoto ME de contratar com o Poder Público, bem como a cassação dos direitos políticos, ressarcimento ao erário e aplicação de multa, na forma da Lei 8429/92.
 
 
 
Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel