Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 14 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
DOURADOS

MPE apresenta nova denúncia contra Artuzi e mais 68

8 Nov 2010 - 07h12Por Henrique Matos / Diário MS
O MPE (Ministério Público Estadual) de Mato Grosso do Sul ajuizou na sexta-feira no Fórum de Dourados, a Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa contra o prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi (sem partido), e mais 68 pessoas e empresas do município, denunciadas em decorrência das investigações durante a “Operação Uragano”, desencadeado pela PF (Polícia Federal).
Entre os denunciados estão políticos, funcionários  públicos, empresários e empresas. Na lista de denunciados figuram ainda o vice-prefeito Carlinhos Cantor (PR), os nove vereadores afastados por envolvimento no esquema de corrupção em Dourados (Sidlei Alves (DEM), José Carlos Cimatti (PSB), Paulo Henrique Bambu (DEM), Marcelo Barros (DEM), Edvaldo Moreira (PDT), Humberto Teixeira Júnior (PDT), Aurélio Bonatto (PDT), Zezinho da Farmácia (PSDB), Júlio Artuzi (PRB), além do atual presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Dirceu Longhi (PT), e o primeiro-secretário da Casa, Gino Ferreira (DEM).
De acordo com a ação feita pelos Promotores de Justiça Paulo César Zeni, Cláudia Loureiro Ocariz Almirão e Amilcar Araújo Carneiro Junior, o dano causado ao patrimônio do município de Dourados gira em torno de R$ 35 milhões. Caso a ação for julgada procedente, as penas são a perda do cargo, perda dos direitos políticos, pagamento de multa, além do ressarcimento integral dos prejuízos causados.
A Operação Uragano foi uma ação da Polícia Federal que desmantelou um esquema de desvio de dinheiro dos cofres públicos de Dourados, envolvendo grande parte do Poder Executivo do município. Das 29 pessoas detidas no dia 1º de setembro pela PF, 11 continuam presas, entre elas, Ari Artuzi, que está detido no Presídio Federal de Campo Grande. Estão presos ainda os vereadores Sidlei Alves , Edvaldo Moreira , Humberto Teixeira Júnior e Cláudio Marcelo Hall, “Marcelão “(PR), além de Carlinhos Cantor, da primeira-dama, Maria Artuzi, e dos ex-secretário Alziro Moreno, Tatiane Moreno, Dilson Candido de Sá e Ignez Boschetti Medeiros.
Confira a relação divulgada pelo Ministério Público Estadual:
Ari Valdecir Artuzi, Ademir de Souza Osiro, Adilson de Souza Osiro, Alziro Arnal Moreno, Antônio Fernando de Araújo Garcia, Arnaldo de Souza Osiro, Aurélio Luciano Pimentel Bonatto, Bruno de Macedo Barbato, Carlos Gilberto Recalde, Carlos Roberto Assis Bernardes, Carlos Roberto Felipe, Celso Dal Lago Rodrigues, Cláudio Marcelo Machado Hall, Darci Caldo, Dilson Cândido de Sá, Dilson Deguti, Dirceu Aparecido Longhi,Edmar Reiz Belo, Edmilson Dias de Morais, Edson Freitas da Silva, Eduardo Takachi Uemura, Edvaldo de Melo Moreira, Eliezer Soares Branquinho, Elton Olinski Farias, Fábio Andrade Leite, Geraldo Alves de Assis, Gilberto de Andrade, Gino José Ferreira, Hilton de Souza Nunes, Humberto Teixeira Júnior, Ignez Maria Boschetti Medeiros, João Eder Kruger, Jorge Hamilton Marques Torraca, José Antonio Soares, José Carlos Cimatti Pereira, José Carlos de Souza, José Humberto da Silva, José Roberto Barcelos, Júlio Luiz Artuzi, Leandro Carlos Francisco, Marcelo Luiz Lima Barros, Marcelo Marques Caldeira, Marcelo Minbacas Saccol, Márcio José Pereira,Marco Aurélio de Camargo Areias, Maria Aparecida de Freitas, Marcele Florencio de Miranda Vasconcelos, Nerone Maiolino Júnior, Paulo Ferreira do Nascimento, Paulo Henrique Amos Ferreira, Paulo Roberto Nogueira, Paulo Roberto Saccol, Rodrigo Ribas Terra, Selmo Marques de Oliveira, Sidlei Alves da Silva, Sidnei Donizete Lemes Heredias, Tatiane Cristina da Silva Moreno, Thiago Vinicius Ribeiro, Valmir da Silva, Associação Beneficente Douradense – Hospital Evangélico ‘Dr. E Dra. Goldsb y King’, MS Construtora de Obras Ltda, CGR Engenharia Ltda, Nota Control Tecnologia Ltda, Financial Construtora Industrial Ltda, GWA Transportes Ltda, Planacon Construtora Ltda, Central Armas (nome de fantasia), Claudia Patrica Gonçalves – ME (nome empresarial), Construtora Vale Velho Ltda e Medianeira Dourados Transportes Ltda.


Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz passa mal ao abraçar e beijar a mãe pela primeira vez
FURACÃO
Atlético-PR ganha nos penaltis e é campeão da Sul-Americana
PROVAS ROBUSTAS
PF apreende R$ 2 milhões em busca em endereços de Aécio e aliados de Temer
INCREDIBILIDADE
Um Governo ficha-suja: mais da metade dos ministros estão enrolados
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Aranha descobre marca de pata de gato de Gabriel, tira foto e conta aos guardiã
SUSTO
Celular pega fogo no bolso da calça e deixa homem com queimaduras na perna e mãos
PROCURADO
Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça