Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 17 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Mototaxistas apóiam reeleição de André em Campo Grande

19 Ago 2010 - 15h24Por Fátima News com assessoria

Ontem, mais de 200 mototaxistas formalizaram apoio à reeleição do governador André Puccinelli. A reunião aconteceu na sede do sindicato da categoria, que reconhece o trabalho realizado por ele, quando foi prefeito de Campo Grande, bem como as prioridades que vem dando para atender os 78 municípios de Mato Grosso do Sul. “Vocês sabem que sempre lutei por vocês. Fui o primeiro prefeito do Brasil a regulamentar a profissão e agora ele se transformou em lei federal”, lembrou o governador. A Lei municipal foi criada em 2 de maio de 1997 - primeiro ano de André como prefeito da Capital -  e serviu de modelo para vários municípios do Brasil.

 

 

 

“Vou votar no André novamente porque ele é o melhor para o Estado. Ele fez muita coisa por Mato Grosso do Sul. Suas propostas são as melhores, afirma o mototaxista Abimael Souza Gomes, 43 anos, que atua há 9 anos na área. Ao lembrar o trabalho realizado pelo governador, quando prefeito da Capital, Abimael ressalta que ele mudou a “cara” de Campo Grande. “A cidade é uma antes e depois de André, sem exagero. Uma das principais obras que destaco que ele fez é o prolongamento da Norte Sul até o bairro Aero Rancho”, destacou.

 

 

 

Carlos da Silva, 48 anos, que atua há 12 anos como mototaxista, quando ainda os profissionais eram obrigados a atuar de forma clandestina, ressalta que André sempre esteve ao lado da categoria. “Ele sempre ouviu nossas reivindicações, legalizando nossa atividade. Podemos afirmar que ele refez Campo Grande, dando direção para seu desenvolvimento”, afirmou.  Ao analisar o trabalho realizado no Governo do Estado, Carlos destaca a prioridade que André deu à educação, entregando uniformes e kits escolares para os alunos. “Hoje podemos afirmar que os alunos das escolas estaduais têm identidade”, afirmou.

 

 

 

O André, ao regularizar a profissão, mostrou visão futurista sobre o assunto. Somente agora, 13 anos depois da lei municipal de Campo Grande, o Governo Federal regularizou a profissão, por meio da resolução 356 do Conselho Nacional de Trânsito, estabelecendo várias exigiências para atuar na área, entre elas idade mínima de 21 anos e ser aprovado em curso especializado. Ver íntegra da resolução:

 

http://www.denatran.gov.br/download/Resolucoes/RESOLUCAO_CONTRAN_356_10.pd

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína