Menu
SADER_FULL
segunda, 24 de fevereiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Mortos no incêndio de Assunção sobem para 365

3 Ago 2004 - 07h05
O Corpo de Bombeiros Voluntários do Paraguai informou que chegam a 365 os mortos no incêndio do supermercado Ykuá Bolaños, em Assunção, no Paraguai. O número de vítimas, em sua maioria carbonizadas, é quase o mesmo do balanço proporcionado pelo Ministério Público.

"Após o fim dos trabalhos de busca e resgate desta tarde, foram recuperados cerca de trinta corpos, alguns somente em partes ou membros", explicou Carlos Torres, comandante dos bombeiros.

Torres explicou que o total de mortos inclui as pessoas que faleceram nos hospitais. O número de vítimas fatais pode aumentar, "considerando o estado em que foram retirados muitos dos feridos", acrescentou.

O ministro da Saúde, Julio César Velázquez, especificou que há 271 pessoas internadas em diversos hospitais de Assunção, das quais 15% permanecem em unidades de tratamento intensivo.

Torres explicou que agora um grupo menor de bombeiros se ocupará da vistoria e da sustentação do edifício para evitar o desabamento de sua estrutura.

O fogo começou no supermercado, localizado na periferia de Assunção, ao meio-dia do domingo, quando o lugar estava lotado. Segundo autoridades, uma explosão provocada por gás perto da área de alimentação foi a responsável pelo início do incêndio. As chamas atingiram um estacionamento localizado no subsolo e vários corpos carbonizados foram encontrados dentro de carros queimados. Muitas pessoas ficaram presas no local porque, segundo várias testemunhas e sobreviventes, as portas foram fechadas para evitar possíveis saques e roubos.

Falta de estrutura
A tragédia, considerada por muitos a pior no Paraguai desde os anos 1930, quando a guerra contra a Bolívia deixou milhares de mortos, mostrou a falta de estrutura no país. A magnitude do acidente sobrecarregou os serviços públicos de um dos países mais pobres e mais corruptos da América do Sul. Os hospitais ficaram lotados com as centenas de feridos que apresentavam queimaduras e problemas pulmonares.

"Esse acidente revelou o quão insuficiente são nossos recursos humanos e materiais para lidar de forma adequada com uma catástrofe", escreveu em um editorial o jornal Última Hora. Os médicos pediram doações de materiais e a Argentina já enviou um avião Hércules com remédios e ataduras.

O presidente do país, Nicanor Duarte Frutos, afirmou no domingo que vai pedir uma investigação rápida sobre as causas da tragédia "a fim de punir os responsáveis".

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMOR DE GENRO
Motorista é flagrado levando a sogra no porta-malas
FATALIDADE
Motorista morre após carro sair da pista e ficar submerso em rio
BARBÁRIE
Adolescente de 17 anos é morta a facadas e tem cabeça levada até casa da mãe
CARNAVAL E TURISMO
Carnaval: Veja 6 destinos para descansar e contemplar as belezas de MS
VICENTINA - RAÇA NEGRA TÁ VINDO
Em noite de Feira Livre, prefeito surpreende e anuncia Raça Negra para o aniversário de Vicentina
TURISMO NO MS
Descubra a beleza das praias de água doce para curtir o Carnaval em MS
CARNAVAL 2020
Por WhatsApp, Witzel convida Bolsonaro para assistir a desfiles do carnaval no seu camarote
DICAS DE SEGURANÇA
Saia de viagem neste feriado e deixe sua casa segura com as dicas da Polícia Civil
GUGU LIBERATO
Defesa diz que Gugu Liberato deu 500 mil dólares a Rose Miriam e mansão de R$ 6 mi
LUTO NO CINEMA
Morre aos 83 anos José Mojica Marins, o lendário Zé do Caixão