Menu
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Mortos na Ásia superam 64 mil e epidemia ameaça

29 Dez 2004 - 06h50
O número de mortos no sudeste da Ásia, devido aos terremotos e maremotos do último domingo, já supera os 64 mil, segundo os últimos balanços divulgados. No entanto, especialistas afirmam que este número pode dobrar com a disseminação de doenças, relacionadas principalmente com a contaminação da água.

A cifra total pode chegar a 76 mil mortos, se forem confirmados os prognósticos das autoridades em Sri Lanka, Indonésia e Tailândia. Somente na Indonésia, a lista de mortos atingiu a marca de 35,5 mil, segundo o porta-voz do governo. Enquanto equipes de resgate se aventuram em áreas que estiveram isoladas nos últimos três dias, a Organização das Nações Unidas (ONU) mobiliza aquela que está sendo chamada de a maior operação de ajuda humanitária de sua história.

Epidemia
Outra ameaça paira sobre a Ásia, já que a disseminação de doenças poderá matar o mesmo número de pessoas que morreram por causa das águas, segundo David Nabarro, uma das altas autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Certamente há uma chance de que tenhamos o mesmo número de pessoas morrendo de doenças contagiosas quanto as que morreram pela tsunami", disse.

Um alto funcionário da Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), Andrew Natsios, advertiu para o risco de epidemias, especialmente de cólera. "Estamos preocupados porque, em todo tsunami, as ondas destroem e misturam os sistemas de esgoto e água potável", disse à rede de televisão CNN.

"Como conseqüência disto, o único tipo de água que a população bebe está contaminada, o que representa um alto risco de cólera e outras doenças contagiosas que podem desencadear epidemias".

Balanço
Confira os últimos dados por países:

Sri Lanka: 21 mil mortos, a maioria nas regiões orientais, segundo o Ministério de Serviços Sociais. Acredita-se que o número total de mortos possa ser de 25 mil.

Índia: 9.396 mortos, segundo a agência PTI. Os dados incluem as cinco mil vítimas que se calcula que morreram nas ilhas de Andaman e Nicobar.

Indonésia: 32.428 mortos, segundo o Ministério de Assuntos Sociais. O vice-presidente, Jusuf Kalla, disse que prevê que o número total chegue a 40 mil.

Tailândia: 1.516 mortos, segundo as últimas cifras do Ministério do Interior. Deles, pelo menos 700 são turistas estrangeiros.

Malásia: 65 mortos nos estados de Penang, Kedah, Perak e em Selangor. Há seis desaparecidos e 183 feridos. Maldivas: 43 mortos, segundo fontes da Cruz Vermelha.

Mianmar (Birmânia): pelo menos 90 mortos, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Bangladesh: dois mortos.

Somália: 38 mortos por causa das ondas gigantes que alcançaram suas costas, embora fontes oficiais falam de centenas de mortos.

Tanzânia: pelo menos dez mortos, segundo a polícia.

Quênia: Um morto.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acerto de Contas
Mulher é assassinada e companheiro é poupado pelos bandidos
Macabro
Filho que escondeu corpo de pai pode ser indiciado por três crimes
Novela
'Deus salve o rei': Catarina (Bruna Marquezine) mata Constantino
Novela Global
'Outro lado': Gael luta contra violência doméstica no fim
Monstro
Câmera flagra irmão à procura de menina que teria sido abusada por prefeito de Bariri
Perigo do Selfie
Três garotas caem de ponte de 20 metros ao tirarem fotos em Castelo
Campanha de filiações
Prisão de Lula faz disparar filiações ao PT
O Apocalipse
Arthur (Junno Andrade) fala na TV que Ricardo (Sergio Marone) ressuscitou em seu velório
BBB 18 - Vencedora
Veja a casa de Gleici, do'BBB 18': Sister teve o pai assassinado pelo tráfico e passou fome
Concurso Público
Polícia Federal publica autorização para promover concurso público com 500 vagas