Menu
SADER_FULL
segunda, 18 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Morte de estudante vira comoção coletiva em Dourados

20 Mar 2007 - 16h41
Pelo menos duas mil pessoas estão acompanhando o velório do adolescente Flávio Seabra Calixto, 14, morto ontem à tarde na Escola Estadual Menodora Fialho Figueiredo por outro estudante com nove facadas.

O sepultamento deverá ocorrer daqui a pouco. A presença da multidão, entre estudantes, conhecidos, amigos e curiosos fez com que a rua onde morava o jovem com a família, Rua S4, na Vila São Braz, periferia de Dourados, fosse fechada.

Além disso, foi formado um “cordão” humano para que as pessoas possam ver o corpo. O clima de comoção e revolta é generalizado.

A família é budista e agora pouco foi celebrada uma cerimônia de falecimento ministrada pelo mestre de cerimônias budista Paulo Okuda.

A família, humilde, tem boas relações e é querida pelos moradores, assim como o jovem que foi assassinado cujos motivos ainda são um mistério para a polícia e para a família.

Flávio foi agredido no pátio da escola, depois de ter sido chamado por um outro aluno, para ir até a coordenação. No pátio o seu agressor o atacou com as facadas.

Uma das músicas tocadas agora pouco no velório foi “Herói do Novo Século”. Flávio fazia parte da Banda Masculina BSGI desde os 8 anos e na apresentação de Sete de Setembro, no ano passado, tocou essa música com seu saxofone. Ele será sepultado inclusive com a farda da banda.
 
 
 
Dourados Informa

Deixe seu Comentário

Leia Também

O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido