Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 17 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Moradores fecham MS-276 entre Fátima do Sul e Deodápolis

30 Ago 2007 - 10h21

Cristiane Guimarães

 

Cerca de 40 famílias de produtores rurais da região do distrito de Culturama residentes na 10ª Linha, no município de Fátima do Sul fecharam desde de ontem a rodovia MS-276, uma das principais estradas para escoamento da safra da região sul do Estado. De acordo com os moradores, há mais de 20 anos eles esperam pela pavimentação de um trecho de seis quilômetros que liga o distrito de Indapólis ao município de Deodapólis, passando pelo limite entres dos municípios de Fátima do Sul e Deodápolis.

 

O produtor rural Vicente Flávio Faccin, conta que por dia mais de 100 caminhões passam pela estrada. A maioria descarrega a carga no Porto de Santos, em São Paulo, ou em Paranaguá, no Paraná, e prefere a MS-276 porque a distância seria menor. “Os caminhoneiros encurtam o trajeto em até 30 quilômetros do que se pegassem a rodovia que vai por Fátima do Sul”, disse Faccin.

 

José Santos confirma que realmente economiza em distância e em combustível. “Por aqui é mesmo mais perto. São 15 litros de diesel a menos o que representa uma economiza de R$ 32,00 no final do mês”, afirma ele.

 

Para Eloísa Andrade Leite, a falta de pavimentação já prejudica a saúde de muitos moradores. “Várias pessoas sofrem com doenças respiratórias por causa do pó. Quando crianças e idosos ficam doentes temos que recorrer ao posto de saúde de Culturama que fica 12 quilômetros daqui. Os casos mais sérios vão para Dourados”, reclama a moradora.

 

De acordo com o produtor rural Jorge João Faccin, há dois anos a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) teria iniciado a terraplanagem da rodovia. No entanto, teria deixado a obra pela metade. “Havia uma placa informando que a obra de pavimentação da estrada custaria mais de R$ 3 milhões para o governo do Estado. A placa já estragou e até agora nada foi feito aqui”, ressalta.

 

Governo

Em maio o governo do Estado anunciou investimentos de R$ 2 milhões, para a operação de recuperação emergencial de alguns trechos em 15 rodovias estaduais pavimentadas. O trabalho de tapa-buracos seria executado por 12 Unidades Regionais da Agesul, em mais de 20 cidades.

 

Os moradores afirmam que o bloqueio na rodovia MS-276 será o primeiro de muitos. “Enquanto não recebermos uma resposta sobre a pavimentação da rodovia continuaremos com a estrada trancada”, disse o agricultor Edinaldo Mascarenhas de França.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto