Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 25 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Moradores de rua podem ter sido mortos por policiais em SP

18 Set 2004 - 08h38
O assassinato de sete moradores de rua na cidade de São Paulo pode ser esclarecido nos próximos dias. A informação é do deputado Orlando Fantazzini (PT-SP), coordenador da comissão externa da Câmara criada para acompanhar as investigações.
O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa da capital paulista informou ao deputado que dois soldados da Polícia Militar e um vigia clandestino estariam diretamente envolvidos nos crimes. Segundo Fantazzini, os acusados prestavam serviço de proteção a traficantes de drogas, faziam segurança clandestina e extorquiam comerciantes.
O deputado não descarta o envolvimento de outras pessoas no assassinato dos moradores de rua. "O caso está centrado nessas três pessoas, mas pode ter a eventual participação de outros”, afirmou. “Os indícios e provas colhidas até agora sinalizam para grupos de segurança clandestina envolvidos com o tráfico de drogas".

As sete mortes ocorreram entre os dias 19 e 22 de agosto. Os ataques deixaram ainda oito feridos.
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção