Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 20 de setembro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Moka reage com indignação a falsa atribuição de discurso

3 Set 2004 - 17h39
O presidente regional do PMDB, deputado federal Waldemir Moka, reagiu com indignação à afirmação a ele atribuídas de que os votos do atual prefeito de Bonito, Geraldo Marques, são de "Porcos sem raça". Moka lembra que nunca fez discurso agressivo em sua carreira política.

"Eu disse que o PT protemeteu gerar 10 milhões de emprego, prometeu duplicar o salário mínimo. Quen prometeu um salário mínimo do tamanho do João Grandão e deram menor do que o professor Biffi", contou Moka. "Isso não é agressivo", emendou.

Informa que também disse em Bonito que o PT faz muito barulho, muita gritaria e "é igual a “tosa de porco: muito grito e pouco pelo", o que não tem nada a ver com criticar eleitores que teriam optado pela candidatura de Marques.

"Agora xingar é outra história. Quando fiz o discurso todo mundo riu, foi uma sátira, ironizando, mas jamais querendo ofender alguém", garantiu o deputado peemedebista.
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE GRAVE
Acidente com van escolar deixa dez crianças feridasí; duas estão em estado grave
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Rock é dopado, perde luta e Paixão é anunciado campeão
TRAGÉDIA NA CIDADE
Assassinato de 3 pessoas e um suicídio assusta moradores de cidade
MORTE TRAGICA
Mulher morre após ter 98% do corpo queimado ao acender churrasqueira
CRIME DESVENDADO
Autor do Crime da Mala é identificado 11 anos depois por exame de DNA
FAMOSIDADES
Neymar paga salário de quase R$ 50 mil por mês para cada parça
ATENTADO NA ESCOLA
Aluno esfaqueia professor em escola e se fere em seguida; aulas são suspensas
CAMPO BELO RESORT
Atenção Escolas, o Campo Belo Resort é o lugar perfeito para receber grupo escolar, VEJA COMO
FÁTIMA DO SUL - CACAU SHOW
Surpreenda quem você ama com lindas cestas na Cacau Show de Fátima do Sul
FALAM EM MILAGRE
Túmulo que verte água em cidade do Paraná intriga moradores. Não há explicação