Menu
SADER_FULL
terça, 25 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
PESQUISA IPEMS

Moka passa Dagoberto na disputa por vaga ao Senado

19 Ago 2010 - 14h01Por Fátima News com Assessoria
Pesquisa do Instituto IPEMS, fechada no dia 17 de agosto e registrada na Justiça Eleitoral, mostra que na disputa pela segunda vaga ao Senado, o deputado federal Waldemir Moka (PMDB) continua crescendo e já passou o concorrente Dagoberto Nogueira (PDT).
 
Os números do IPEMS para o Senado confirmam que Delcidio do Amaral (PT) tem 60,94% das intenções de voto, Moka vem em segundo lugar com 34,26%, Dagoberto Nogueira tem 32,40%, Murilo Zauith (DEM) aparece com 19,27% e Jorge Batista (PSOL) tem 2,20%. A pesquisa foi divulgada nesta quinta-feira pelo programa Tribuna Livre da Rádio Capital FM e pelo site de notícias Campo Grande News.
 
O levantamento do IPEMS assinala que 23,93% não sabem/não responderam, 17,60% não responderam ao primeiro voto. Um total de 9,40% dos eleitores disseram que vão anular o voto.
 
Em relação à pesquisa anterior do IPEMS, realizada entre os dias 26 de julho e 2 de agosto, o senador Delcídio manteve a posição, oscilando de 60,73% para 60,94%; Dagoberto oscilou de 32,47% para 32,40%; Moka cresceu de 31,73% para 34,26%, mantendo a tendência de avanço mostrada por outros institutos.
 
Em relação à distribuição de votos entre Capital e interior, verifica-se a liderança de Delcídio em todo o Estado e a briga entre Dagoberto e Moka travada em frentes diferentes. No interior, onde estão dois terços do eleitorado, Moka já passa Dagoberto por uma diferença de 8,47 pontos percentuais, com um resultado de 35,63% contra 27,16, respectivamente.
 
Na Capital, a situação se inverte: Dagoberto lidera com 43,03% das intenções de voto contra 31,52% de Moka, uma vantagem de 11,51 pontos percentuais a favor do candidato do PDT.
 
A pesquisa do IPEMS foi registrada no TRE/MS sob número 29.803/2010, foi realizada no período de 11 a 17 de agosto de 2010, em 40 municípios com um total de 1.500 entrevistas. A margem de erro é de 2,53%, com um intervalo de confiança de 95%.
 
Ipems comenta
 
Questionado sobre a diferença dos números para o Senado com relação a outro Instituto local, o economista Lauredi Sandim, diretor do IPEMS, observou que o concorrente anda bem na avaliação dos números para o governo, mostrando a liderança de André Puccinelli.
 
Entretanto, vê o que chama de “equívoco” nos números para o Senado, principalmente porque aparecem “turbulências surpreendentes no caminho de alguns candidatos”, que não guardam nenhuma lógica com a realidade da campanha.
 
“Nós temos segurança de nossos números, até porque esta é a segunda pesquisa devidamente registrada na Justiça Eleitoral”. Além do mais, observa, o IPEMS realiza, em média, duas ou mais rodadas de pesquisa por mês no Estado.
 
Sandim lembra que a pesquisa é uma foto do momento da eleição e conclui observando “as nossas imagens, tenho certeza, não estão fora de foco”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIGARREIRO
Homem morre após capotar carro carregado com cigarros
ASSÉDIO SEXUAL
Dany Bananinha sofre assédio em praia do Rio e impede nova vitima: 'Me tremi toda'
EMOÇÃO DEMAIS
Idoso passa mal e morre em palco ao ganhar carro em sorteio
MÚSICA
Marilia Mendonça recorda foto de antes da fama com Cristiano Araújo: 'Saudade'
INFANTICIDIO
Mãe de garotinha morta em Arapongas apanha na cadeia e confirma abusos e agressões – OUÇA ÁUDIO
MORTE ABSURDA
Mulher é morta a tiros após briga por levar bolo e não salgado a festa
AFOGAMENTO
Criança de 8 anos morre afogada ao cair em represa de pesqueiro
CAMPEÃ DO MUNDO FUTSAL
Não deu na Copa, mas deu no Futsal: Campeãs mundiais
RESPIRA POR APARELHOS
Hospital divulga boletim sobre estado de filho de Huck e Angélica
FAMOSIDADES
Filho de Angélica e Luciano Huck sofre acidente com wakeboard em Ilha Grande