MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 15 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
DELPHOS_FULL
22 de Março de 2007 05h27

Modelo de rádio digital do Brasil pode sair em 60 dias

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, afirmou hoje (21) que o modelo a ser utilizado para a implantação do rádio digital no Brasil ainda não está definido e será discutido por empresários e entidades ligadas ao setor. O ministro disse que nos próximos 60 dias deverá encaminhar uma proposta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à Casa Civil. “Chegamos a um ponto em que temos que tomar uma decisão sobre o sistema, se não a industria fica numa expectativa para saber como ela vai se comportar”, avalia. Ele acredita que no início do próximo ano, o Brasil já poderia ter um sistema de rádio digital funcionando plenamente.

Hélio Costa reuniu-se hoje com os representantes do Conselho Consultivo do Rádio Digital, que reúne membros do governo, de empresas de comunicação, da indústria e da sociedade civil. Até o dia 14 de abril, todas as entidades convidadas deverão encaminhar os nomes dos representantes ao Ministério das Comunicações para instalar o conselho.

Embora admita que o modelo norte-americano é o que taria mais vantagens para a implantação no Brasil, Hélio Costa garante que a decisão ainda não está tomada. “Todos os modelos devem ser testados. Aquele que for melhor para o rádio brasileiro é o que será adotado”, afirma. Segundo o ministro, 16 emissoras brasileiras já estão testando os sistemas existentes, mas a maioria delas optou por testar o sistema americano. Também estão sendo estudados pelo Brasil os modelos japonês, europeu, coreano e chinês.

Hélio Costa explica que o modelo norte-americano é o único que atende às rádios AM e FM, além das emissoras que transmitem em ondas curtas. Outra vantagem é a utilização de um mesmo aparelho para recepção do sinal analógico e do digital. “Você vai poder ficar 15, 20 anos com aparelhos híbridos, que vão receber tanto o rádio analógico como digital, enquanto outros sistemas exigem um rádio exclusivo só para receber o sinal digital. Eu acho que esta é uma imposição econômica muito séria para se adaptar à situação brasileira”, analisa o ministro.

A tecnologia utilizada e o impacto econômico do modelo a ser implantado são os pontos que devem ser levados em conta na hora da escolha, de acordo com o ministro. “Nós não queremos ficar apenas comprando equipamentos já montados, queremos ter a chance de eventualmente podermos fazer equipamentos do rádio digital no Brasil”, disse Hélio Costa. Ele também explicou que a principal diferença que será sentida pelo ouvinte com a digitalização do rádio é a melhora na qualidade do som. “A rádio AM ficará com um som stereo perfeito, como se fosse FM. E a FM vai ficar com um som absolutamente perfeito, como se fosse um CD”, disse Hélio Costa.

O ministro disse que o debate em torno do rádio digital será feito da mesma maneira como foi discutida a escolha do modelo de TV Digital para o Brasil. “A discussão em torno do rádio está muito mais adiantada, pois o procedimento é bem mais simples”, afirma Hélio Costa. Ele também disse que as rádios comunitárias, que podem ter mais dificuldades de se adaptar ao processo de digitalização do rádio, em razão dos custos dos aparelhos necessários, estão participando dos debates e poderão receber financiamentos do governo federal.
 
 
 
Agência Brasil
Comentários
Veja Também
pupa
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
FORTALEZA
Últimas Notícias
  
SADER_LATERAL
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.