Menu
SADER_FULL
quinta, 15 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Ministério Público pede cassação do governador de Rondônia

28 Mar 2007 - 05h25

O Ministério Público Eleitoral ajuizou recurso no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra expedição do diploma do governador reeleito de Rondônia, Ivo Cassol (PPS), alegando suposta prática de abuso de poder econômico e compra de votos durante a campanha para o pleito de 2006.

De acordo com o Ministério Público, seriam "fortes os indícios da prática de compra de votos", por meio de um suposto esquema de arregimentação de cabos eleitorais, o qual também teria beneficiado outros candidatos que concorreram aos cargos de senador e deputado federal e estadual.

Segundo a acusação, esses candidatos fariam parte de um esquema que contratou funcionários de uma empresa, às vésperas do primeiro turno das eleições de 2006, para trabalhar como "formiguinhas" - nome dado aos cabos eleitorais em Rondônia.

Os funcionários teriam recebido R$ 100, cada um, para votar nesse grupo de candidatos, incluindo o próprio governador Ivo Cassol.

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos