Menu
SADER_FULL
segunda, 18 de março de 2019
prefeitura VICENTINA Março 2019
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Ministério libera R$ 1,1 milhão para defesa sanitária em MS

30 Set 2004 - 17h43
Mato Grosso do Sul vai receber mais de R$ 1 milhão provenientes do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para investir em programas de sanidade agropecuária. Serão liberados R$ 950 mil para combater a aftosa, R$ 150 mil destinam ao combate a pragas e doenças que atacam a citricultura e parte de R$ 4 milhões divididos em 20 Estados para combater a Sigatoka Negra. A liberação dos recursos foi anunciada nesta quinta-feira.

Ao todo, o Mapa começou a repassar R$ 44 milhões aos governos estaduais para reforçar o caixa no investimento nos programas de sanidade agropecuária. Dos R$ 44 milhões, cerca de 24 milhões são para os programas de sanidade animal e os outros R$ 20 milhões, para a área vegetal. Com isso, o volume de recursos destinados à área de sanidade chega a R$ 112 milhões neste ano.

O combate à aftosa ganhou um reforço de R$ 12,8 milhões para custeio e investimento. A distribuição da verba é a seguinte: Espírito Santo (R$ 600 mil); Minas Gerais (R$ 1,55 milhão); Rio de Janeiro (R$ 540 mil); São Paulo (R$ 1,08 milhão); Paraná (R$ 1,45 milhão); Rio Grande do Sul (R$ 1,7 milhão); Santa Catarina (R$ 1,28 milhão); Distrito Federal (R$ 550 mil); Goiás (R$ 680 mil); Mato Grosso (R$ 2,5 milhões); Mato Grosso do Sul (R$ 950 mil).

O Mapa distribuiu os recursos para o combate da febre aftosa baseado em cinco critérios, segundo a Secretaria de Defesa Agropecuária. Extensão territorial, número de cabeças por rebanho, situação sanitária do território, riscos de contágio e necessidades de barreiras sanitárias foram os itens analisados pelos técnicos do ministério no momento do repasse da verba para os Estados. Na área vegetal, R$ 5,25 milhões se destinam ao combate a pragas e doenças que atacam a citricultura.

Os recursos foram assim distribuídos: São Paulo (R$ 3,5 milhões); Rio de Janeiro (R$ 100 mil); Rio Grande do Sul (R$ 150 mil); Roraima (R$ 100 mil); Santa Catarina (R$ 200 mil); Paraná (R$ 200 mil); Goiás (R$ 150 mil); Mato Grosso (R$ 150 mil); Mato Grosso do Sul (R$ 150 mil); Bahia (R$ 150 mil).

O ministério também repassou R$ 4 milhões para combater a Sigatoka Negra. Os recursos beneficiam MG, SP, RJ, RS, SC, PR, GO, MT, MS, TO, PA, BA, CE, PE, RN, AC, PI, MA, RO e ES. Outros R$ 409 mil se destinam a ações contra a mosca de carambola no Amapá (R$ 200 mil), São Paulo (R$ 102 mil) e Pará (R$ 107 mil).

 
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo
FAKE NEWS
Padre Fábio de Melo desmente texto atribuído a ele sobre o ataque em Suzano
ATROPELAMENTO
Idoso é derrubado de bicicleta e atropelado por veículo – Imagens Fortes
PENA MÁXIMA
Pai, madrasta e outros dois réus são condenados pela morte do menino Bernardo
DOCUMENTO UNICO
CPF substitui a partir de hoje diversos documentos
SEM FILA E SEM ESTRESSE
#SemEstresse: sofre com o mal de ficar horas nas filas lotéricas? Veja como se livrar delas
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Morre Avós e menino de quatro anos feridos em acidente