Menu
SADER_FULL
quarta, 17 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Ministério da Saúde vai intervir em plano de saúde

13 Jul 2004 - 07h00
O Ministério da Saúde não vai permitir abusos nos reajustes anuais das operadoras de planos de saúde. O anúncio foi feito hoje pelo Ministro da Saúde, Humberto Costa, durante entrevista coletiva no Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, na capital pernambucana.

De acordo com o ministro Humberto Costa, a operadora que infringir a lei poderá ser autuada, multada em valores que variam de R$ 50 mil a R$ 1 milhão ou até sofrer intervenção técnica e fiscal. “Se estes reajustes não estão na previsão dos contratos ou retroagirem no tempo para antes de 2003, o governo vai intervir, inclusive com medidas judiciais para evitar que as pessoas sejam prejudicadas com ações ilegais”, destacou.

Caso os contratos anteriores a 1998 não definirem claramente o índice de reajuste anual, a Agencia Nacional de Saúde Suplementar (ANS) entende que o percentual a ser aplicado é de 11,75%. O ministro recomendou aos usuários que receberem cobranças com percentuais indevidos a procurar a ANS por meio do telefone 0800 70 196 56.
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo