Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Milton Nascimento se emociona com público em Corumbá

20 Set 2004 - 13h13
Pouco antes de embarcar do Aeroporto de Campo Grande no final da tarde de domingo, Milton Nascimento deu uma breve entrevista repercutindo a emocionante apresentação feita dia 18 de setembro, em Corumbá, no Festival América do Sul. De acordo com o cantor e compositor mineiro, as seis mil pessoas presentes ao show na Cidade Branca proporcionaram uma “sintonia perfeita” e que este momento certamente ficará guardada no lado esquerdo do peito.

Confira abaixo a íntegra da entrevista.

O que você achou do show de sábado em Corumbá?
MILTON – Para mim foi o melhor público da minha vida porque senti uma sintonia perfeita. Todo lugar tem seu modo e jeito, mas ontem (sábado), foi especial. No show, fiz um apanhado das músicas mais importantes da carreira e foi emocionante ver a reação das pessoas. Me emocionei.

O Festival tem como objetivo promover a integração cultural da América do Sul. Você tem ligação com este tema há décadas, chegando a gravar com Mercedes Sosa Volver a Los 17 que se tornou uma música emblemática deste movimento. Como você vê esta possibilidade de integração no momento atual do contimente?
MILTON – Temos que tentar esta integração cada vez mais. Infelizmente tive muito pouco tempo para andar por Corumbá e visitar as pessoas e os lugares, mas vi alguma coisa da cidade e gostei muito. Tenho certeza que o caminho da integração precisa ser tomado. Chega do Brasil ser considerado os Estados Unidos da América do Sul.

O que representou ser um dos homenageados pelo Festival?
MILTON - Fiquei muito contente. Se dissesse ao contrário estaria mentindo. Também me chamaram de Menestrel das Américas e acho que realmente chego perto de merecer este título. A cultura da América Latina tem muita influência e está presente na minha música. Inclusive recebi uma placa. Acho que este festival tem que continuar, ter continuidade.

Quais os próximos projetos?
MILTON - Vou continuar a turnê do Pietá até o meio de 2005. Também vou retomar as produções para meu selo Nascimento. Vai ser com o Bebeto do Tamba Trio e com a cantora Marina Machado. Também vou lançar as trilhas que produzi para o teatro, dança e cinema.

Esta é a terceira vez que você se apresenta no Mato Grosso do Sul?
MILTON - Exatamente. Estive aqui na década de 80, depois vim novamente fazer a turnê do Cronner e agora com esta maravilha de show em Corumbá. Só posso falar uma coisa. Parabéns ao público de Corumbá.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos