Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Michael Jackson traça plano de fuga para o Brasil

3 Set 2004 - 11h02
Um juiz recusou o pedido de redução da fiança de US$ 3 milhões de Michael Jackson, acusado de abuso sexual contra menor, de acordo com um documento divulgado ontem. O juiz citou a grande fortuna do cantor e um possível plano de fuga para o Brasil como os principais motivos de sua decisão. "O acusado pode contratar serviços de aviões particulares e tem viajado freqüentemente para fora das fronteiras dos Estados Unidos" diz o documento, assinado pelo juiz Rodney Melville, da Corte Superior do Condado de Santa Barbara.

O juiz disse que uma transcrição secreta do júri "proporcionou evidências detalhadas" de que Jackson tentou fazer acordos para que a família do menino que o acusa de abuso sexual viajasse para o Brasil e que declarações da família indicam que "isto estava sendo feito contra a sua vontade". De acordo com o documento, Jackson disse que se reuniria com eles no Brasil. "Tomando a prova como correta, isto demonstraria a seriedade do crime e a maneira como acusado lida com situações difíceis", afirma o documento.

Melville também deu a entender que Jackson tentou conseguir de volta seu passaporte com as autoridades para poder viajar para a Inglaterra. Mesmo que não tenha feito a viagem, isso mostra que o cantor pode tentar sair do país antes de seu julgamento, marcado para 31 de janeiro, e nenhum "valor menor que US$ 3 milhões seria forte o suficiente para fazê-lo voltar e comparecer às audiências", escreveu o juiz.

O advogado de Jackson não comentou a decisão. Tanto os advogados de acusação, como os de defesa, estão proibidos de falar sobre o caso com a imprensa.

No pedido de redução da fiança, a defesa ressaltou as contribuições para obras de caridade feitas por Jackson, sua falta de antecedentes criminais e seus laços com o condado de Santa Barbara. O juiz reconheceu a ligação do cantor com a comunidade onde foi feito o pedido, mas disse que Jackson "é uma pessoa única que tem laços importantes em todo o país e em todo o mundo".

Sobre a falta de antecedentes criminais, o juiz disse que isso "pesa parcialmente", com as alegações anteriores de abuso sexual contra um menor, em referência a uma investigação de 1993 que foi encerrada após um acordo com a família acusadora.

Jackson, de 45 anos, se declarou inocente de ter cometido atos lascivos com um menor, oferecer substâncias tóxicas e conspirar para raptar uma criança, manutenção em cárcere privado e extorsão.

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local
CRIMINOSO FORAGIDO
Homem invade apartamento para roubar e estupra adolescente
FAMOSIDADES
Leonardo não foi ao casamento da filha, Jéssica, porque se irritou com o "cache" recebido pelo casal
DOENÇA TERRIVEL
Jovem com câncer terminal foge de hospital, realiza desejo de comer hambúrguer e morre
SUICIDIO
Técnica de enfermagem tira a própria vida dentro de banheiro de hospital
PACOTE PÁSCOA NO CAMPO BELO RESORT
Campo Belo Resort com pacote especial para a PÁSCOA, Confira aqui e já faça sua reserva
CORAJOSA
Mulher reage a assalto e dá surra em bandido
DESUMANIDADE
Motorista morre em acidente com caminhão e carga de frango é saqueada
LOTERIA
Loterias do final de semana podem pagar mais de R$ 23 MILHÕES
CRIATIVIDADE
Mulher consegue emprego após 5 horas no semáforo com cartaz