Menu
SADER_FULL
quinta, 20 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

MG: índios mantêm reféns há quase quatro dias

19 Mar 2007 - 13h14

 

A situação é tensa na manhã desta segunda-feira na aldeia dos Índios Pataxós, em Carmésia, a 200 km de Belo Horizonte (MG), onde dois funcionários da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) são mantidos reféns há mais de três dias.

Os reféns são o sociólogo Altino Barbosa Neto, chefe do distrito sanitário indígena da Funasa em Governador Valadares, que foi impedido de sair da aldeia no fim da tarde de quinta-feira, quando chegou para participar de uma reunião, e o coordenador técnico da área indígena da fundação, Antônio Divino de Souza. Divino foi detido quando chegou à aldeia para negociar a libertação do sociólogo.

Uma reunião estava marcada para às 9 horas na prefeitura da cidade entre coordenadores da Funasa e os quatro caciques da reserva, mas as lideranças indígenas não concordaram em fazer qualquer encontro fora da aldeia.

"Na conversa que nós (índios e Funasa) tivemos aqui, ficou combinado que as reuniões serão todas na reserva. É aqui que somos fortalecidos. Se a gente sair da tribo, a Funasa vai tentar enrolar agente", explicou a cacique Nete Pataxó.

Uma equipe formada por três funcionários da Funasa, entre eles o coordenador da fundação em Belo Horizonte, Ronaldo Cerqueira, está, desde a madrugada de hoje, hospedada em um hotel da cidade de Guanhães, próxima à reserva.

Oito policias federais de Belo Horizonte, entre eles um delegado, acompanham o grupo. O prefeito de Carmésia, Roberto Keller, está na aldeia Pataxó para acompanhar a negociação. Ainda segundo a cacique Nete Pataxó, os dois funcionários que estão presos no casarão-sede da aldeia, Altino Barbosa Neto e Antônio Divino, passam bem.

"Até mesmo o Divino, que não estava comendo, agora está bem. No sábado, a pressão dele subiu e ele passou mal. A gente insistiu para leva-lo no médico mas ele recusou", completou.

 

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

MILIONARIO
Apostador de Osasco-SP acerta dezenas e leva R$ 124 milhões da Mega-Sena
VIOLENCIA DOMESTICA
Jovem que agrediu a própria mãe por não poder ir a baile funk é presa
ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses