Menu
PASSARELA
domingo, 27 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Mercosul e União Europeia encerram encontro de retomada de discussões

2 Jul 2010 - 16h26Por Agência Brasil

Seis anos depois do último encontro oficial entre os dois blocos, o Mercosul e a União Europeia encerraram hoje (2), na capital argentina, a primeira rodada de negociações que busca o acordo de livre comércio entre as partes. O acordo poderá reunir o maior grupo de consumidores do mundo, calculado em 700 milhões de pessoas. Além disso, permitirá que o comércio entre os dois blocos, que reúne 27 países, seja incrementado em 5 bilhões de euros, o equivalente a R$ 11 bilhões.

O encontro entre os negociadores sul-americanos e europeus resultou de decisão política dos governos dos países que formam os blocos, anunciada pelo primeiro-ministro da Espanha, José Luís Zapatero, durante a 6ª Cúpula União Europeia, Mercosul e Caribe, em maio. A cúpula foi realizada em Madri. A Espanha ocupa, atualmente, a presidência temporária do bloco europeu.

À Agência Brasil, o chefe da delegação brasileira no encontro de Buenos Aires, Evandro Didonet, encarregado de Negociações Internacionais do Ministério das Relações Exteriores, disse que, apesar de quatro dias de debates, ainda não se chegou a uma conclusão já que o momento é de reorganização do trabalho interrompido em 2004, quando houve a última reunião. O principal trabalho dos negociadores sul-americanos e europeus, de acordo com Didonet, foi rever os textos aprovados na ocasião e planejar as próximas tarefas.

"Reconvocamos 11 grupos técnicos, que apresentaram um balanço de seus respectivos temas, repassaram os textos pendentes há seis anos e, em alguns casos, novas propostas foram apresentadas", disse. "Os grupos analisaram temas como bens e serviços, normas sanitárias, fitossanitárias e técnicas, regras de origem, salvaguardas, serviços, investimentos e compras governamentais, entre outros. Além disso, fizemos um cronograma de tarefas para os próximos passos".

Segundo o embaixador, os negociadores do Mercosul apresentaram as propostas do bloco em conjunto e, portanto, com equilíbrio de contribuição dos países do grupo: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. "O nosso objetivo sempre foi evitar que os países atuassem de forma descoordenada. Houve discussões prévias, longas e, às vezes, difíceis, mas sempre mantivemos a ideia de apresentar uma visão de conjunto dos interesses relativos ao Mercosul".

Didonet descartou a hipótese de que as eleições de outubro no Brasil e a posse de um novo presidente preocupem os negociadores do acordo de livre comércio, já que as posições apresentadas pelos brasileiros são resultado de um amplo trabalho de consulta entre empresários, a sociedade civil e o governo. "Nós entendemos que essas são posições que refletem o interesse nacional. Temos um trabalho técnico que vai seguir com sua dinâmica própria e que aponta para a continuidade das negociações ao longo de 2011. É importante mencionar que, neste momento, nem o Mercosul nem a União Europeia estão fixando prazos para a conclusão das negociações".

O embaixador brasileiro não considera que as dificuldades econômicas enfrentadas pela União Europeia – principalmente localizadas na Grécia, na Espanha e em Portugal - sejam empecilho às negociações com o Mercosul. "Sem dúvida, as dificuldades devem ser levadas em conta. Mas o que nós também consideramos é que a assinatura de um acordo de livre comércio de tamanha importância pode representar um incentivo para outros setores econômicos. Acreditamos que essas dificuldades não mudam a disposição política de seguir em frente com as negociações".

Encerrado o primeiro encontro para a elaboração do acordo de livre comércio, os negociadores sul-americanos e europeus continuarão trocando informações até agosto. Em setembro, os diferentes grupos de trabalho participarão de uma videoconferência, quando marcarão a próxima reunião negociadora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL -CHEGOU GASOLINA
Dois caminhões com combustíveis abastece posto e filas enormes se formam em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE DOS CAMINHONEIROS
Sem gás e sem combustíveis, população vive 'pane seca' e situação já é preocupante em Fátima do Sul
GREVE PETROLEIROS
Petroleiros decidem entrar em greve por 72 horas a partir da próxima quarta-feira
MISS BRASIL 2018
Mayra Dias do Amazonas é a Miss Brasil 2018
PARALISAÇÃO
Petroleiros do Pais inteiro anunciam greve "Vamos parar todas as Refinarias"
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta transa com Ícaro e fica encantada
FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - FOTO DO DIA
FOTO DO DIA: Carreata dos caminhoneiros vista de cima em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE JÁ PREOCUPA
Situação já preocupa o setor alimentício 'Acendemos a luz vermelha', diz empresário em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas