Menu
SADER_FULL
terça, 20 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Mercado sucroalcooleiro é promissor mas exige planejamento

29 Ago 2007 - 05h18

O mercado sucroalcooleiro é promissor, mas exige planejamento, essa é a avaliação que o coordenador-geral de açúcar e álcool, do Departamento da Cana-de-Açúcar e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Alexandre Benatinardi Strapasson, fez na manhã desta terça-feira (28), em palestra no Canasul 2007.

Em síntese, ele afirmou que, em função do atual panorama energético mundial, com o decréscimo das reservas petróleo, aumento do consumo energético internacional e crescente procupação com  o que chamou de "mais grave problema ambiental do planeta" , as mudanças climáticas, o Brasil tem à sua frente um momento promissor, em termos de mercado para energias e combustíveis renováveis, por ser o país do mundo com melhores condições para gerar e produzir tais fontes energéticas, entre as quais o álcool feito a partir da cana-de-açúcar.

Mas alertou: " O uso de determinada fonte de energia, seja ela qual for, passa por um planejamento estratégico. Mudar a matriz energética de um país não é uma coisa que acontece da noite para o dia, ainda mais porque o setor envolve questões de segurança. Isso significa que o setor sucroalcooleiro brasileiro precisa antes de tudo de planejamento para que possa atender à demanda mundial por alcool". 

Strapasson demonstrou o quanto a cana-de açúcar é competitiva em termos de volume produzido por hectare (6.500 l/ha) quando comparada, por exemplo, ao milho, fonte utilizada pelos Estados Unidos, atual campeão mundial na produção de etanol.Ele apontou ainda a padronização do produto, a comercialização em bolsas e a oferta por outros países para que o álcool possa a ser considerado uma commodity.

O coordenador encerrou sua apresentação descreven do algumas ações do governo federal em prol do comércio do etanol, tanto interna quanto externamente. Entre elas estão: mais recursos a serem disponibilados pelo BNDES para o financiamento do setor sucroalcooleiro (cerca de R$4 a R$5 bilhões em 2008); imposto de exportação zero para açúcar e álcool; tributação reduzida para veículos flex fuel; promoção internacional do etanol (parcerias com os estados Unidos, União européia, Japão, etc); criação da Embrapa agroenergia, em Brasília (DF) para pesquisas e,m biodiesel e etanol; atuação junto à OMC (Organização Mundial do Comércio) para a ruptura de subsídios internacionais ao etanol, entre outras.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)