Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 26 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Mercado sucroalcooleiro é promissor mas exige planejamento

29 Ago 2007 - 05h18

O mercado sucroalcooleiro é promissor, mas exige planejamento, essa é a avaliação que o coordenador-geral de açúcar e álcool, do Departamento da Cana-de-Açúcar e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Alexandre Benatinardi Strapasson, fez na manhã desta terça-feira (28), em palestra no Canasul 2007.

Em síntese, ele afirmou que, em função do atual panorama energético mundial, com o decréscimo das reservas petróleo, aumento do consumo energético internacional e crescente procupação com  o que chamou de "mais grave problema ambiental do planeta" , as mudanças climáticas, o Brasil tem à sua frente um momento promissor, em termos de mercado para energias e combustíveis renováveis, por ser o país do mundo com melhores condições para gerar e produzir tais fontes energéticas, entre as quais o álcool feito a partir da cana-de-açúcar.

Mas alertou: " O uso de determinada fonte de energia, seja ela qual for, passa por um planejamento estratégico. Mudar a matriz energética de um país não é uma coisa que acontece da noite para o dia, ainda mais porque o setor envolve questões de segurança. Isso significa que o setor sucroalcooleiro brasileiro precisa antes de tudo de planejamento para que possa atender à demanda mundial por alcool". 

Strapasson demonstrou o quanto a cana-de açúcar é competitiva em termos de volume produzido por hectare (6.500 l/ha) quando comparada, por exemplo, ao milho, fonte utilizada pelos Estados Unidos, atual campeão mundial na produção de etanol.Ele apontou ainda a padronização do produto, a comercialização em bolsas e a oferta por outros países para que o álcool possa a ser considerado uma commodity.

O coordenador encerrou sua apresentação descreven do algumas ações do governo federal em prol do comércio do etanol, tanto interna quanto externamente. Entre elas estão: mais recursos a serem disponibilados pelo BNDES para o financiamento do setor sucroalcooleiro (cerca de R$4 a R$5 bilhões em 2008); imposto de exportação zero para açúcar e álcool; tributação reduzida para veículos flex fuel; promoção internacional do etanol (parcerias com os estados Unidos, União européia, Japão, etc); criação da Embrapa agroenergia, em Brasília (DF) para pesquisas e,m biodiesel e etanol; atuação junto à OMC (Organização Mundial do Comércio) para a ruptura de subsídios internacionais ao etanol, entre outras.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

INSTINTO ASSASSINO
Jovem leva 23 perfurações pelo corpo dois dias após se separar e fica em coma induzido
CRUELDADE
Adolescentes torturam e matam garota por causa de ciúmes, divulgam vídeo e são apreendidas
HABEAS CORPUS
Segunda Turma do STF mantém Lula preso
TRAGEDIA NA RODOVIA
Uma pessoa morre e cinco feridos após carro da Secretaria de Saúde bater em caminhão
ESCRAVIDÃO
Mulher era mantida em cárcere privado por 20 anos
MONSTRUOSIDADE
Bebê de 9 meses é estuprado e espancado até a morte
QUADRO ESTÁVEL
Após acidente e cirurgia às pressas, Filho de Huck e Angélica deixa UTI
CIGARREIRO
Homem morre após capotar carro carregado com cigarros
ASSÉDIO SEXUAL
Dany Bananinha sofre assédio em praia do Rio e impede nova vitima: 'Me tremi toda'
EMOÇÃO DEMAIS
Idoso passa mal e morre em palco ao ganhar carro em sorteio