Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Mensalmente 20 mil têm a energia cortada em MS

7 Jul 2004 - 10h56
Mensalmente 20 mil consumidores têm a energia cortada por inadimplência em Mato Grosso do Sul, segundo a Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), o que significa 4% de um universo de 507 mil consumidores.
Segundo cálculo do superintendente de Gestão Comercial da empresa, Danglar Rodrigues, a inadimplência é de 7% ao ano e ocorre com maior incidência entre os consumidores considerados de classe média alta, cujo consumo mensal supera os 200 kwh (quilowatts-hora). “Nesse caso as atenções são redobradas na suspensão”, afirma, explicando que a cada vez que a empresa faz a religação tem custo equivalente a 15% da conta desse mesmo consumidor. Por isso a empresa pretende acionar outros meios, como o protesto de título em cartório, para combater a inadimplência. A média de consumo no primeiro semestre pela classe residencial foi de 120 kwh ao mês, totalizando junto das outras categorias de consumo 1,5 bilhão de MW (Mega Watt).

 

 

Campo Grande News


Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal