Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Menino de 3 anos é banido de creche por causa do peso

13 Out 2010 - 15h52Por G1

Xiao Hao tem cinco vezes o peso médio de crianças da sua idade. E, por conta disso, não foi aceito em várias creches. O problema alegado era sempre o mesmo: o menino chinês representava um risco para os colegas, bem mais leves do que ele. Atualmente, o garoto está matriculado numa pré-escola do sul da China, mas o seu drama para perder peso continua.

Segundo o que sua mãe contou ao jornal Daily Mail, o menino não representa risco algum para as outras crianças, mas admite que sua adaptação é difícil. “Na natação, por exemplo, é complicado encontrar calções que sirvam nele”, afirmou Xiao Lin.

A equipe médica está dividida com relação ao que levou Hao a engordar. Uns acreditam que se trata de um distúrbio hormonal de crescimento. Outros dizem que o garoto é vitima da síndrome chinesa do “Pequeno Imperador” (na China é permitido apenas um filho por casal, o que levaria a um mimo em excesso).

Seja qual for o motivo da obesidade, o fato é que o menino não pode continuar assim. “O coração dele não suportará por muito tempo tanta pressão”, explicou o Dr. Lu Hong ao jornal britânico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico