Menu
SADER_FULL
sexta, 15 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Médicos do MS estão em Brasília para cobrar melhorias na área de saúde

26 Out 2010 - 16h12Por Assessoria

Preocupados com o futuro da saúde no país, o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Federação Nacional dos Médicos (FENAM), a Associação Médica Brasileira (AMB) e os conselhos regionais, sindicatos de base e associações, vão se reunir hoje, em Brasília, em prol do movimento chamado: Mobilização Nacional pela Valorização da Saúde.

O objetivo é sensibilizar os gestores públicos, parlamentares e a sociedade em geral sobre a necessidade de respostas para assuntos que tratam da vida e do bem estar de toda a população. Durante o evento serão distribuídas cópias de documentos que tratam das reivindicações da classe médica.

Segundo a presidente do Sindicato dos Médicos (Sinmed-MS), Dra. Luzia da Silva Santana, falta investimento na saúde e isso faz com que os médicos fiquem sobrecarregados e a população desassistida “A estrutura é boa, porém se torna ineficiente pela falta de material humano, gerando descontentamento da população e consequentemente a falta de segurança. Estes são os principais fatores que levam a saúde pública à situação que está hoje”, diz a presidente.

Ela ressalta também que a má gestão dos recursos gera todos os problemas que envolvem a saúde pública. “O médico precisa ser bem remunerado, é preciso mais segurança nos postos de saúde, a violência não atinge só os profissionais da área, toda população fica prejudicada”, revela a Dra. Para o senador da república, Delcídio do Amaral, é preciso respeitar a PEC 29, que fala sobre a distribuição de 10% dos recursos arrecadados pelo governo Federal, para o investimento da saúde nos estados.

Ele argumenta que a falta de compromisso nas administrações voltadas para o setor é um sério problema que precisa ser resolvido. “No caso de Campo Grande é necessário que os hospitais sejam descentralizados, a Capital não aguenta mais atender toda a demanda do interior”, diz Delcídio. O senador também estará amanhã em Brasília em apoio às reivindicações médicas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat
SOLIDARIEDADE
Jovem faz campanha para pagar cirurgia de cachorro que vive com tumor 'gigante'
NOVO SURTO
OMS alerta para possível 3ª onda de surto de febre amarela no Brasil