MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 11 de Dezembro de 2017
DELPHOS_FULL
13 de Março de 2007 17h21

Médico confirma fim da carreira de cruzeirense

Diogo não tem condição de jogar futebol profissionalmente. O diagnóstico é do médico do Cruzeiro, Paulo Roberto Lima, que tratava do caso do jogador. Pouco mais de seis meses após sofrer um infarto num treino, o volante recebeu da equipe médica que o assistia a confirmação de que não poderá seguir a carreira.

O jogador esteve no Cruzeiro nesta terça-feira para uma última consulta com os médicos do clube. "O Diogo terá que encerrar a carreira como jogador profissional em razão da medicação que vai ter que tomar para prevenir o risco de um novo infarto. No entanto, ele poderá se dedicar a outras atividades, estudar e redirecionar a vida", explicou Paulo Roberto Lima.

O caso de Diogo, no entanto, por ser bastante específico, carece de um acompanhamento futuro. "A perspectiva que colocamos é definitiva. Trata-se de uma doença incomum, com uma manifestação ainda mais incomum. Precisava de um estudo mais prolongado", afirmou o médico.

Diogo terá seu contrato cumprido até 2011, conforme ficou acertado logo após o infarto, em setembro de 2006. O jogador, no entanto, já pensa no futuro.

"Não é fácil, mesmo sabendo que poderia acontecer. Quando você ouve a decisão final, é difícil aceitar. Está sendo complicado até agora para resolver a minha situação, o que eu vou fazer. Está sendo meio difícil, mas vai passar e tenho certeza que tenho um longo caminho pela frente", declarou.

Após prestar vestibular para o curso de Educação Física e ser aprovado, Diogo tem planos de iniciar o curso no segundo semestre deste ano, após passar um tempo na cidade de Mucuri, na Bahia, com a família.

"Meu primeiro pensamento é fazer a Faculdade aqui, mas, como eu já perdi muitas aulas neste período, devo começar o curso em agosto. Até lá quero ficar com a família, pensando direitinho no que fazer", contou.

"O lado bom é que sou novo e tenho tempo para recomeçar. Pior seria se tivesse acontecido com 35 para 40 anos, ia ser mais difícil para escolher o que fazer da vida. Tenho tempo e tenho pessoas que estão do meu lado, sempre me ajudando", finalizou.

 

 

Lancepress

Comentários
Veja Também
LISTINHA_ONLINE
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
LÉO_GÁS_300
Últimas Notícias
  
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.