Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 24 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Medicamentos devem ficar 3% mais caros no dia 31

12 Mar 2007 - 13h00

Os preços dos remédios devem ter um reajuste máximo de 3,02% a partir do dia 31. O índice é definido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com base no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

O reajuste é dividido em três categorias, que variam de acordo com a participação dos medicamentos genéricos. Segundo o coordenador do IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), Márcio Nakane, os aumentos serão de 3,02%, 2,01% e 1%.

O grupo de remédios em que os genéricos têm participação de mercado de mais de 20% sofrerá o reajuste máximo, de 3,02%. Aquele em que a participação está entre 15% e 20%, o aumento será de 2,01%. Para o grupo de medicamentos que tem uma participação de genéricos abaixo de 15%, o reajuste será de 1%.

Segundo a Anvisa, cerca de 70% dos medicamentos com reajuste controlado estão no grupo com menor participação dos genéricos e, portanto, terão o menor reajuste.

Segundo o presidente da ABCFarma (Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico), Pedro Zidoi, como o reajuste será aplicado nos remédios vendidos pela indústria, o aumento só deve chegar ao bolso dos consumidores a partir do dia 10 de abril.

No ano passado, os preços dos remédios tiveram um reajuste médio de 3,97% e máximo de 5,51%. A agência regula o preço de mais de 20 mil medicamentos.

 

 

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’
ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH