Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

MEC seleciona livros para a Biblioteca Básica do Mercosul

27 Jul 2004 - 15h23

O Ministério da Educação escolheu cinco obras da literatura brasileira infanto-juvenil para fazerem parte da Biblioteca Básica do Mercosul. A biblioteca vai funcionar inicialmente em escolas públicas da educação básica em municípios de fronteira de Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, que compõem o bloco, e dos associados Bolívia e Chile. Todas as obras brasileiras participam do Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC).

Milhares de estudantes de língua portuguesa e de língua espanhola dos seis países vão poder ler e interpretar textos de Jorge Amado, Monteiro Lobato, Graciliano Ramos, Ana Maria Machado e Malba Tahan, escolhidos para integrar a biblioteca, que terá outros 25 títulos de literatura em língua espanhola.

Obras – O gato malhado e a andorinha sinhá, de Jorge Amado, que compõe o PNBE 2002, é uma fábula que tem como tema o amor impossível entre um gato e uma andorinha, predador e presa, que vivem cercados pelos preconceitos dos outros animais que habitam o mesmo parque; Bisa Bia, Bisa Mel, de Ana Maria Machado (PNBE 2002), é uma viagem no tempo, uma aventura e uma reflexão sobre a evolução da mulher; Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato (PNBE 2003), conta a história da descoberta de uma onça pelo Marquês de Rabicó e da expedição que os meninos organizam para caçá-la.

A terra dos meninos pelados, de Graciliano Ramos (PNBE 2002), apresenta a história de Raimundo, um menino diferente de todos os outros por ter um olho preto e outro azul e a cabeça pelada. Cansado de não ter com quem conversar, ele decide fazer uma viagem a Tatipirun, uma terra onde todos os meninos são como ele; O homem que calculava, de Malba Tahan (PNBE 1999), relata as proezas matemáticas do calculista persa Beremiz Samir, que encantou reis, poetas e sábios na antiga Arábia com suas soluções para problemas aparentemente insolúveis.

Ano da leitura – Os municípios e as escolas de fronteira que vão participar da experiência ainda não foram escolhidos, mas o projeto deverá ser implantando em 2005, que é o Ano Ibero-Americano da Leitura, definido pela 13º Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, realizada em novembro de 2003, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

A criação das bibliotecas está inserida nas atividades do Plano Ibero-Americano de Leitura aprovado pela 7º Conferência Ibero-Americana de Cultura, realizada em outubro de 2003, em Cochabamba, também na Bolívia. O plano, que deverá ser adotado pelos países ibero-americanos, tem como principal objetivo contribuir para a erradicação do analfabetismo no continente.

 

MEC

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'