Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 21 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

MEC seleciona livros para a Biblioteca Básica do Mercosul

27 Jul 2004 - 15h23

O Ministério da Educação escolheu cinco obras da literatura brasileira infanto-juvenil para fazerem parte da Biblioteca Básica do Mercosul. A biblioteca vai funcionar inicialmente em escolas públicas da educação básica em municípios de fronteira de Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, que compõem o bloco, e dos associados Bolívia e Chile. Todas as obras brasileiras participam do Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC).

Milhares de estudantes de língua portuguesa e de língua espanhola dos seis países vão poder ler e interpretar textos de Jorge Amado, Monteiro Lobato, Graciliano Ramos, Ana Maria Machado e Malba Tahan, escolhidos para integrar a biblioteca, que terá outros 25 títulos de literatura em língua espanhola.

Obras – O gato malhado e a andorinha sinhá, de Jorge Amado, que compõe o PNBE 2002, é uma fábula que tem como tema o amor impossível entre um gato e uma andorinha, predador e presa, que vivem cercados pelos preconceitos dos outros animais que habitam o mesmo parque; Bisa Bia, Bisa Mel, de Ana Maria Machado (PNBE 2002), é uma viagem no tempo, uma aventura e uma reflexão sobre a evolução da mulher; Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato (PNBE 2003), conta a história da descoberta de uma onça pelo Marquês de Rabicó e da expedição que os meninos organizam para caçá-la.

A terra dos meninos pelados, de Graciliano Ramos (PNBE 2002), apresenta a história de Raimundo, um menino diferente de todos os outros por ter um olho preto e outro azul e a cabeça pelada. Cansado de não ter com quem conversar, ele decide fazer uma viagem a Tatipirun, uma terra onde todos os meninos são como ele; O homem que calculava, de Malba Tahan (PNBE 1999), relata as proezas matemáticas do calculista persa Beremiz Samir, que encantou reis, poetas e sábios na antiga Arábia com suas soluções para problemas aparentemente insolúveis.

Ano da leitura – Os municípios e as escolas de fronteira que vão participar da experiência ainda não foram escolhidos, mas o projeto deverá ser implantando em 2005, que é o Ano Ibero-Americano da Leitura, definido pela 13º Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, realizada em novembro de 2003, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

A criação das bibliotecas está inserida nas atividades do Plano Ibero-Americano de Leitura aprovado pela 7º Conferência Ibero-Americana de Cultura, realizada em outubro de 2003, em Cochabamba, também na Bolívia. O plano, que deverá ser adotado pelos países ibero-americanos, tem como principal objetivo contribuir para a erradicação do analfabetismo no continente.

 

MEC

Deixe seu Comentário

Leia Também

BORA PRA BONITO - MS
Passeios em Bonito tem até 60% de desconto para sul-mato-grossenses
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Trágico acidente mata família que seguia para curtir as férias na praia
LUTO NA MÚSICA
Cantor sofre infarto, fã tenta reanimá-lo, mas ele morre no palco
MEDIDAS DRÁSTICAS
Morador que possuir foco de dengue em casa será multado na hora
ACIDENTE FATAL
Idosa de 79 anos morre após ser atropelada por motocicleta em MS
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Youtuber e peão de rodeio morrem após carro bater em carreta com toras
REALITY SHOW 2020
'BBB 20': conheça os participantes do programa; lista tem famosos da internet
FUJA DO PREJUIZO
Saiba como renegociar planos de celular, TV a cabo e internet
NOVA ANDRADINA - TURISMO
Ciclistas de Nova Andradina pedalam mais de 750 km para chegar ao litoral catarinense
FÉRIAS DOS FAMOSOS
De biquíni, filha de Glória Pires ostenta corpão em férias