MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 19 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
29 de Dezembro de 2004 09h43

MEC e Ipea vão avaliar Programa Brasil Alfabetizado

A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad-MEC) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) firmaram, neste mês de dezembro, termo de cooperação com o objetivo de desenvolver e aplicar sistema de avaliação integrada para o programa Brasil Alfabetizado, implementado pelo Ministério da Educação em todo o País.

São estimados em 12 milhões os analfabetos brasileiros, acima de 15 anos, que o MEC (Ministério da Educação) deseja alcançar com o Programa Brasil Alfabetizado. A partir de 2005, o sistema de avaliação em construção irá identificar os pontos onde o programa vem atuando com melhores resultados e as inconsistências a serem corrigidas e redirecionadas.

Serão avaliadas amostragens em todo o País contemplando a participação dos alunos, a atuação dos professores alfabetizadores, as distintas metodologias aplicadas e as condições básicas de funcionamento dos cursos, como infra-estrutura e materiais didáticos e de apoio. Os instrumentos utilizados irão avaliar também os alunos quanto aos impactos cognitivos e socioeconômicos da alfabetização e acompanhar os alfabetizados na seqüência escolar, na educação de jovens e adultos.

Para João Pedro Azevedo, gerente-executivo de avaliação do Programa Brasil Alfabetizado, da Coordenadoria de Avaliação de Políticas Públicas do Ipea-RJ, “a partir da integração e consolidação dos dados derivados da avaliação será possível identificar as necessidades de ajustes técnicos, pedagógicos e financeiros ao programa”.

Da avaliação resultará um mapeamento nacional das ações já implementadas pelo programa, que servirá de referência para as futuras iniciativas de planejamento e gestão.

Segundo Timothy Denis Ireland, diretor de Educação de Jovens e Adultos da Secad-MEC, “o objetivo principal do Brasil Alfabetizado é ir além do ensinar a ler e escrever das campanhas de alfabetização. A inclusão do ex-analfabeto nos processos educativos de jovens e adultos abre as possibilidades da continuação da formação escolar e da inclusão social. Esse processo de avaliação irá mapear os esforços realizados e os resultados obtidos. Irá, por fim, fundamentar o planejamento para 2005 e 2006”.
 
 
APn
Comentários
Veja Também
FÁBRICA_CALÇADOS
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
MBO_SEGURANÇA_300
Últimas Notícias
  
FORTALEZA
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.