Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 20 de abril de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Marta diz que Serra "é tão nefasto quanto Maluf"

29 Set 2004 - 14h20
A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), candidata à reeleição, afirmou que seu principal adversário político, José Serra (PSDB), "é tão nefasto" quanto Paulo Maluf (PP).

"Tem ações nefastas hoje que fico impressionada. O outro candidato [Serra], que é tão nefasto quanto [Maluf], falou que o PT usa métodos nazistas. Então, os métodos usados por ambos os candidatos são absolutamente nefastos. Um [Serra] fica dizendo que o PT é nazista, simplesmente porque diz que ele está falando alguma coisa que não procede", disse.

A prefeita também afirmou que a classificação dada aos dois candidatos justifica-se quando eles a chamam de "dona Marta".

"Inclusive métodos nefastos quando o Maluf usava 'dona Marta' num sentido desrespeitoso à mulher, o outro começou a usar nos comícios a mesma coisa. É nefasto fazer isso, não acrescenta ao debate político", disse, em entrevista à rádio Bandeirantes nesta quarta-feira.

Questionada pelo locutor se não achava "bonitinho" ser chamada de "dona Marta" na música de campanha de Serra, Marta calou-se por alguns segundos e depois respondeu: "Olha, eu chamo minha sogra de dona Filomena, como chamaria sua mãe e a qualquer senhora de 'dona'. Aí é respeitoso. O sentido pejorativo é que é desrespeitoso. É quando você vê uma mulher dirigindo e grita: 'Dona Maria, vai pra casa'. O outro usou da mesma forma, desqualificando."

Gírias

De bom humor, a prefeita utilizou em sua entrevista gírias como "estou pagando um mico danado" por causa das taxas, "fui malhada por todos os candidatos" e "tomo pau da imprensa", devido a matérias que mostram o alto índice de rejeição a Marta.

A prefeita deu risada durante a entrevista e se divertiu ao criticar Serra usando como exemplo a coluna do jornalista José Simão, da Folha. Marta disse que Serra não tem propostas. "É como diz o Macaco Simão, ele copia e amplia", disse a prefeita.

Marta também demonstrou alegria quando foi questionada se havia adotado a estratégia "paz e amor". "Não há nenhuma orientação [do partido]. É aprendizagem, poderia melhorar bastante."

Maluf

Marta negou que haja um acordo entre ela e Maluf. O PP e o PT teriam firmado um pacto de não-agressão a Marta --principalmente nos programas de rádio e TV. Em troca, Maluf seria beneficiado dentro dos limites legais na CPI do Banestado, que apura envio de recursos para o exterior.

"Não há nenhum entendimento. Isso começou quando o PSDB começou a me acusar e ninguém falava nada quando eu era malhada por todos os candidatos [no início dos debates]. Não sei qual é a estratégia dele", disse Marta.

Após passar pela Bandeirantes, Marta deu entrevista à rádio 89 FM. No estúdio de gravação, ela sentou em um banco e colocou um dos pés sobre a mesa. Falou sobre seus programas e escolheu a música "Humanos", da banda Tókio, da qual fazia parte o cantor Supla, seu filho.

 

 

Folha Online


Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura