Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 19 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Marisa diz que relatório foi uma demonstração de liberdade

5 Set 2007 - 16h42

O Conselho de Ética do Senado aprovou no início da tarde desta quarta-feira, por 11 votos a 4, o relatório de Marisa Serrano (MS) e Renato Casagrande (PSB-ES) que pede a cassação do mandato do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). Antes da votação, Marisa rebateu o senador Wellington Salgado (PMDB-MG). Aliado de Renan, o peemedebista afirmou não haver indícios de quebra de decoro parlamentar do companheiro de partido e tentou desqualificar o relatório.

Na avaliação de Marisa, o texto produzido em conjunto com Casagrande não pode ser visto como um ato de deslealdade ou como mentira, como sugeriu Salgado. "O relatório é feito sobre os atos e autos que recebemos ao longo do processo. O Senado deverá preservar sempre a altivez e a liberdade de um parlamentar poder emitir suas conclusões em um processo como este", afirmou.

Ela rechaçou ainda as acusações feitas por Salgado de que a relatoria da comissão teria atribuído funções incorretas ao lobista Cláudio Gontijo, da construtora Mendes Júnior. "Foi o próprio Gontijo que revelou à esta comissão que sua atividade consistia na intermediação entre os órgãos do governo e as questões da sua empresa em termos financeiros. Ele se auto-denominou lobista", destacou.

A senadora também criticou a acusação de que os relatores teriam responsabilizado Renan por irregularidades cometidas por pessoas ligadas a ele. "Ninguém neste Conselho questionou o direito de uma pessoa nutrir uma ou outra amizade. Este é um caso específico, sensível e preocupante. Trata-se de senador da República e presidente desta Casa. Por essa razão, ele [Renan] tinha a obrigação de ser mais cuidadoso com os amigos que colocava para ser intermediário dos seus negócios", enfatizou.

Ainda segundo Marisa, ao contrário do que Salgado teria afirmado em seu voto, o presidente Renan foi, sim, autor de uma emenda de R$ 2 milhões - documentada pelo Senado - que beneficiou a construtora. A senadora lembrou que no ano seguinte, o governo mandou uma medida provisória para o Senado, já sob o comando de Renan, empenhada e paga ainda em 2006, no valor de R$ 15 milhões também para a Mendes Júnior destinados a reforma de um porto em Alagoas. "Esse valor serviu para complementar a emenda anterior. É no mínimo estranho que uma emenda oriunda do senador Renan volte para esta Casa em forma de medida provisória para beneficiar a mesma construtora", contestou.

Segundo Marisa, outro ponto levantado pelo senador mineiro diz respeito aos recursos pagos por Renan à jornalista Mônica Veloso. "Durante todo o processo, o senador Renan não foi capaz de comprovar ao Conselho de Ética que ele mesmo teria pago a jornalista", lembrou.

 Marisa afirmou ainda que o senador Renan por diversas ocasiões omitiu seu envolvimento com a locadora de carros Costa Dourada. "O senador Renan faltou com a verdade neste Conselho quando só admitiu a participação da empresa ao ser questionado pela PF. Em momento algum, Renan abriu o seu sigilo na Mesa do Senado como afirma. Se o tivesse feito, teríamos conhecimento de seu envolvimento com a empresa no primeiro momento do processo", ressaltou.

Por fim, Marisa disse que a relatoria do Conselho se ateve estritamente aos documentos contábeis do senador Renan. "Fico muito tranqüila para dizer à sociedade brasileira que fizemos um relatório absolutamente imparcial, estruturado em cima da ética e do decoro. Se a utilização de um lobista que tinha claros interesses empresariais em assuntos legislativos ou pessoais não for quebra de decoro, não sei o que poderia ser", concluiu.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto