Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 22 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Maremoto mata ao menos 22 mil na Ásia

27 Dez 2004 - 17h52
O número de mortos no sul da Ásia e na África em decorrência do pior terremoto a atingir o continente asiático nos últimos 40 anos já passa de 22 mil pessoas, de acordo com informações de agências de notícias internacionais.

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha estima que o número chega a 23.700 pessoas.

Ontem, o tremor de até 9.0 graus na escala Richter atingiu vários países asiáticos como Bangladesh, Índia, Indonésia, Malásia, Maldivas, Mianmar, Sri Lanka e Tailândia e a Somália, na África.

As mortes foram causados pelo terremoto e pelos tsunamis [tipo especial de onda oceânica, gerada por distúrbios sísmicos, que possui alto poder destrutivo quando chega à região costeira].

"Temos um longo caminho na coleta dos corpos", disse o primeiro-ministro da Tailândia, Thaksin Shinawatra.

Água contaminada

De acordo com a Cruz Vermelha, as maiores ameaças contra os sobreviventes são agora epidemias de febre tifóide, diarréia, malária, cólera e hepatite.

O coordenador de emergências da ONU (Organização das Nações Unidas), Jan Egeland, advertiu para o risco de epidemias de infecções intestinais e pulmonares que podem ocorrer nos próximos dias.

Em Genebra, a porta-voz da OMS (Organização Mundial da Saúde), Fadela Chaib, disse à agência Reuters que é essencial levar comprimidos para a purificação da água e kits antimalária para as regiões atingidas.

Governos e agências humanitárias de todo o mundo prometeram enviar ajuda financeira e já despacharam equipamento médico de emergência e equipes para a região em torno da baía de Bengala e para a Indonésia.

Tragédia

Segundo o Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos, o terremoto foi o quinto maior já registrado desde 1900 e o maior desde o tremor de 9,2 graus na escala Richter que atingiu o Estado do Alasca em 1964. O foco do tremor foi localizado a 40 km de profundidade, na costa oeste da ilha de Sumatra, a 1.620 km da capital da Indonésia, Jacarta.

As ondas causadas pelo terremoto se propagaram pelo oceano Índico e pelo mar de Andaman [entre Índia e Tailândia] e chegaram a dez metros de altura. Milhares de pessoas arrastadas pelas águas ou que estavam no mar são consideradas desaparecidas.

Vilarejos de pescadores, hotéis, casas e carros foram varridos pelas ondas, causadas pelo forte terremoto, segundo fontes oficiais ouvidas pela agência de notícias Associated Press.

Locais atingidos

O número de mortos ainda é provisório e deve aumentar com o trabalho das equipes de resgate, mas os três países mais atingidos até o momento são o Sri Lanka, a Índia e a Indonésia.

No Sri Lanka, o número de mortos é de cerca de 11 mil pessoas.

A Indonésia também foi muito castigada pelo maremoto. Segundo o Ministério da Saúde indonésio, cerca de 5.000 pessoas foram mortas no país.

A Índia registrou ao menos 4.000 pessoas morreram, segundo autoridades.

Na Tailândia, 866 pessoas morreram e mais de 7.000 ficaram feridos. O neto de 21 anos de rei Bhumibol Adulyadej morreu.

Na Somália, na África, 4.800 km do epicentro do tremor, 38 pessoas morreram.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH
REALITY SHOW
‘A fazenda’: conheça os 16 participantes da nova edição
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta é presa por causa de armação de Luzia