Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 24 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Marcola é transferido para Presidente Venceslau

8 Mai 2007 - 08h41

 

O preso Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi transferido na manhã desta terça-feira para a Penitenciária II de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo. O prazo de internação de Marcola no Centro de Readaptação Penitenciário (CRP) venceu às 24h dessa segunda-feira. Ele deixou o presídio de Presidente Bernardes (SP), às 7h36 e cegou à P-II às 8h.

Apontado como principal líder do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que age dentro e fora dos presídios do Estado, Marcola estava recolhido em funciona em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), o mais rígido do País, há 360 dias.

Em Venceslau, ele ficará em cela comum e vai conviver com os outros presos. A maioria dos líderes do PCC estão presos na mesma penitenciária, que é para onde sempre são levados presos que deixam o RDD.

A transferência de Marcola foi tranqüila. Ele estava em um carro da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), que foi escoltado por outras cinco viaturas da Polícia Militar (PM).

 

 

Terra Redação

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local
CRIMINOSO FORAGIDO
Homem invade apartamento para roubar e estupra adolescente
FAMOSIDADES
Leonardo não foi ao casamento da filha, Jéssica, porque se irritou com o "cache" recebido pelo casal
DOENÇA TERRIVEL
Jovem com câncer terminal foge de hospital, realiza desejo de comer hambúrguer e morre
SUICIDIO
Técnica de enfermagem tira a própria vida dentro de banheiro de hospital
PACOTE PÁSCOA NO CAMPO BELO RESORT
Campo Belo Resort com pacote especial para a PÁSCOA, Confira aqui e já faça sua reserva
CORAJOSA
Mulher reage a assalto e dá surra em bandido
DESUMANIDADE
Motorista morre em acidente com caminhão e carga de frango é saqueada
LOTERIA
Loterias do final de semana podem pagar mais de R$ 23 MILHÕES