Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 10 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
AGRICULTURA

Mandioca e derivados têm maior média semestral desde 2004

4 Ago 2010 - 06h50Por Cepea

Os preços da raiz e da fécula de mandioca no primeiro semestre foram os maiores (para o período) dos últimos seis anos, segundo pesquisas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP. A valorização foi motivada pela combinação de menor disponibilidade de matéria-prima (raiz) com ligeiro crescimento da demanda por fécula, impulsionada, por sua vez, pelo dinamismo da economia.

No início do ano, a baixa oferta de raiz aliada à perspectiva de redução ainda mais acentuada e a estoques limitados de fécula na indústria levaram consumidores desse produto a intensificar as compras, explicam pesquisadores do Cepea. Com isso, em março o valor médio da tonelada de fécula atingiu R$ 1.563,81, o maior para o mês de março desde 2004 (R$ 2.512,01/t – valor deflacionado). Quanto à raiz, a média em março/10 foi de R$ R$ 255,06/t, a segunda maior para este mês da série do Cepea iniciada em 2002 – só não superou a média de março de 2004 (R$ 417,10/t - deflacionado).

Após aquele período, já em início de safra, o processamento de mandioca se intensificou, havendo inclusive o processamento de raízes que normalmente estariam disponíveis só no final do ano. Apesar disso, as negociações de fécula seguiram com baixa liquidez, requerendo mesmo que vendedores diminuíssem suas margens de comercialização.

Em junho, o Cepea apurou que houve forte aumento da produção de fécula de mandioca. O total produzido no acumulado do mês superou o de igual período de 2009. Entre maio e junho, o estoque da indústria de fécula teve crescimento de 35,4%. Mesmo com maior oferta, os preços seguiram em alta, acompanhando a valorização da matéria-prima. Além disso, acreditando que a melhora do cenário macroeconômico reflita sobre o mercado de amidos, parte das empresas consumidoras passou a formar estoques de fécula de mandioca.

No acumulado do semestre, a produção de fécula de mandioca superou a de igual período de 2009, mas ficou abaixo do produzido na primeira metade de 2008. É preciso observar que, segundo dados da Secretaria de Agricultura do Paraná (Seab), referente ao final de julho, 53% da mandioca paranaense já havia sido comercializada, podendo haver menor disponibilidade neste segundo semestre e, conseqüentemente, menor produção. Pesquisadores do Cepea acrescentam ainda que as produtividades agrícola e industrial têm sido menores que nos anos anteriores, o que também impactará negativamente a produção do ano.

Em julho, a oferta de raiz teve apenas ligeiro aumento sobre junho, frustrando os que esperavam comportamento sazonal típico de elevação acentuada do volume colhido. O preço médio da raiz foi de R$ 234,09/t, queda de 5% sobre junho. Quanto à fécula, a produção diminuiu 28,6% sobre a do mês anterior em função da queda de produtividade industrial da raiz. Apesar disso, compradores estiveram retraídos e a média deste derivado diminuiu 6,9%, indo para R$ 1.393,76/t.

O atual patamar de preços, explicam pesquisadores, tem motivado aumento na área a ser cultivada na safra 2010/11, mas esse avanço poderá ser limitado pela menor disponibilidade de áreas para arrendamentos e também de manivas (ramas para plantio) de qualidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENTRO ESPÍRITA
Médium é acusado de Abusos Sexuais em crianças
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau leva surra de chicote no bordel
COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado