Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 10 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Mais de 4 mil pessoas participam do evento com Lula na UFGD

25 Ago 2010 - 18h08Por Fátima News com assessoria

A cerimônia de inauguração das novas instalações da Unidade II da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) nesta terça-feira (24) com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva contou com a participação de mais de 4 mil pessoas da comunidade em geral, alunos, professores técnicos e representas te entidades da sociedade civil organizada.

 

Entre as autoridades estavam os ministros de Relações Institucionais, Alexandre Padilha; das Cidades, Márcio Fortes; dos Transportes, Paulo Sergio Passos; e da Educação, Fernando Haddad; o reitor da UFGD, Damião Duque de Farias; o reitor da UEMS, Gilberto Arruda; o senador  Valter Pereira; o prefeito e vice-prefeito de Dourados, Ari Artuzi e Carlos Assis Bernardes; o coordenador do Sindicato dos Servidores Técnicos-Administrativos da UFGD, Gilberto Dourado Braga; o coordenador da Associação de Docentes da UFGD, Amilton Luiz Novaes; o bispo Redovino Rizzardo; o coordenador do DCE (Diretório Central de Estudantes) da UFGD, Guilherme Ribeiro Martins dos Santos; e os pró-reitores da UFGD, Rita de Cassia Pacheco Limberti, Silvana de Abreu, Sidnei Azevedo de Souza e Cláudio Alves de Vasconcelos.

 

Para a estudante de Engenharia de Alimentos da UFGD, Ana Luisa Lages Belchior, que chegou cedo e estava sentada pertinho do palco, na terceira fileira, a vinda do presidente “é um sinal do reconhecimento e importância que ele dá para a Educação Superior e para a UFGD”.

 

A universidade foi criada em 29 de julho de 2005, como parte da política de expansão e interiorização das instituições de ensino superior federais. Essa interiorização democratiza o acesso dos estudantes que não moram nas capitais às universidades.

 

Ana Luisa está no segundo semestre do curso e destaca que veio de Três Lagoas para estudar Dourados por causa da estrutura e qualidade da UFGD, e por isso representa um fluxo de estudantes que vem de fora e colaboraram para movimentar a economia da cidade.

 

A servidora da UFGD, Vicência Deusdete Gomes dos Santos, também estava próxima ao palco e na hora de falar sobre a importância desse evento com o presidente, lembrou a valorização que os técnicos-administrativos receberam nos últimos anos, com plano de carreira que incentiva o estudo e a qualificação. “O servidor público voltou a ser valorizado e a ter esperança”, disse.

 

Além de criar a UFGD, o Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, desenvolveu outro programa que beneficiou a instituição em Dourados: o REUNI – Plano de Apoio e Reestruturação e Expansão do Ensino Superior.

 

Foi por meio do REUNI que a UFGD implantou 16 novos cursos (sete em 2007 e nove em 2009), como o de Engenharia de Alimentos, da Ana Luisa, e o de Engenharia Agrícola, coordenado Guilherme Augusto Biscaro. O professor estava na solenidade hoje e contou que como participante da criação do curso percebeu o grande avanço pela qual a UFGD passou. “Vejo que tem muito o que comemorar, tanto em obras quanto em pessoas, com contratação de novos professores e técnicos”, afirmou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado
SE DEU MAL
Assaltante é morto após fazer idosa de 83 anos refém no Rio de Janeiro
ROUBO MILIONÁRIO
Homens invadem banco, trocam tiros com polícia e fogem com R$ 1 milhão