Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Mais de 3 mil famílias de MS devem aderir a projeto de horticultura

24 Jul 2007 - 08h22

Agricultores familiares da Associação do Cinturão Verde do Estado (ACVAF/MS) apresentaram hoje (23) um projeto de viabilização da produção hortifrutigranjeira em pólos regionais. A reunião aconteceu no auditório da secretaria de Produção (Seprotur), com a presença da secretária Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias e o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), José Antônio Roldão.

Participaram da apresentação cerca de 100 famílias da Associação Sucuri. Estas famílias estão em processo de aquisição de uma fazenda em Campo Grande por meio do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF). O objetivo com a aquisição da área é desenvolver um projeto de produção programada para atender à demanda da Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa/MS).

O projeto da Associação Sucuri integra o “macro-projeto” que a Associação do Cinturão Verde pretende desenvolver em Mato Grosso do Sul. “Numa parceria com os governos federal, estadual e municipal, estamos propondo a criação de cinco núcleos de produção com o envolvimento de três mil famílias. Dessa forma, além de atender a demanda local, também estaremos fornecendo para os atacadistas”,comenta o presidente da associação, Josué Cruz.

A proposta é de que os núcleos de produção criados por meio do projeto estejam situados nas regiões de Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Coxim e Bonito. “Entendemos que a localização estratégica permitirá, por exemplo, produzirmos tomate o ano inteiro já que os pólos terão clima diferenciado”, prevê o presidente da associação.

Durante a apresentação do projeto, o diretor-presidente da Agraer, José Antônio Roldão enfatizou o apoio do governo do Estado à iniciativa. “Nosso objetivo não é apenas o de fazer com que estas famílias trabalhem.É também o de fazer com que elas trabalhem de forma correta. Sendo assim, a Agraer se compromete a disponibilizar um banco de informações técnicas para estes produtores”, ressalta Roldão.

A proposta é de que o banco de dados seja vinculado à Ceasa e que o seu conteúdo seja elaborado por técnicos capacitados. “O repasse destas informações aos produtores será feito com a utilização de diversas formas de tecnologia como internet e malas-direta, de forma a otimizar o trabalho dos produtores”, ressalta Roldão.

“Mato Grosso do Sul apresenta condições de produzir grande parte dos produtos que hoje são importados. O que falta é um projeto consistente de produção de hortigranjeiros e é este projeto que estamos tentando desenvolver”, explica Josué Cruz.

A Associação do Cinturão Verde é formada por outras sete associações de agricultores familiares. Os interessados em procurar a associação e participar do projeto podem procurar a sede, localizada em Campo Grande na Rua José Anache, 585, Mata do Jacinto. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3354-2825.

PANORAMA

Recente balanço publicado pela Divisão de Mercado das Centrais de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa/MS), mostra que o Estado importou, em 2006, cerca de 70,8% do que comercializou. Nossos principais fornecedores são os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

A comercialização entre os grupos de hortaliças, frutas, ovos e cereais diversos chegou a 102,4 mil toneladas. Desse total, a produção estadual foi de apenas 21,9 mil toneladas, com destaque para a Capital e os municípios de Jaraguari, Sidrolândia, Dois Irmãos do Buriti, Terenos e Ribas do Rio Pardo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos