Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Maioria dos alunos de MS estuda em escolas estaduais

26 Out 2004 - 10h14
Mato Grosso do Sul tem 696.863 alunos matriculados na educação básica e a maior parte deles, 321.549, o equivalente a 46,1%, estuda nas 363 escolas da rede estadual de ensino e nos 32 centros de educação infantil. Esses e outros dados são do Censo Escolar 2004, divulgado recentemente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). A pesquisa registrou um acréscimo de 3.366 (0,49%) alunos matriculados em escolas estaduais, municipais, particulares e federal.

As redes municipais de ensino são responsáveis por 288.193 alunos, o que representa 41,35% do total. As escolas particulares respondem por 86.144 estudantes (12,36%), e o governo federal (Colégio Militar de Campo Grande) por 977 (0,14%).

Este ano, o número global de matrículas na rede estadual – referente a educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, educação especial, educação de jovens e adultos e educação profissional - caiu 3,28% em relação a 2003: de 332.444 para 321.549.

A principal redução aconteceu no ensino fundamental: de 195.770, em 2003, passou para 184.455 este ano, ou seja, um decréscimo de 5,78%. O secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, explica que essa queda é técnica e não preocupa. “Tivemos esse decréscimo na nossa rede de ensino devido a essa modalidade que, legalmente, é de responsabilidade das prefeituras. As escolas estaduais continuam atendendo o ensino fundamental (de 1ª a 8ª séries) nos 63 municípios que não têm condições para oferecer essa modalidade de ensino às crianças.”

Demanda crescente - O ensino médio nas escolas estaduais teve um aumento de 0,26% de alunos matriculados. De 86.105 passou para 86.321 estudantes. “A tendência é que a cada ano essa procura aumente. Toda a equipe da Secretaria de Educação está se empenhando para oferecer um estudo diferenciado e qualificado para esses alunos que estão ingressando tanto nas universidades quanto no mercado de trabalho”, declara o secretário.

Em 2004, as matrículas na educação infantil da rede estadual aumentaram 1,87%. Eram 3.682 crianças de 0 a 6 anos estudando nessa modalidade e hoje são 3.752.

A educação especial teve queda, de 2,37%, “porque alguns alunos com necessidades educativas especiais, através dos projetos oferecidos pela Secretaria de Estado de Educação (SED), conseguiram ser incluídos nas classes comuns (salas regulares)”, argumenta a coordenadora de Educação Especial da SED, Vilma Vitoratto.

Já o decréscimo de 0,54% na EJA justifica-se, segundo a gestora de Educação de Jovens e Adultos da secretaria, Maísa Vargas Veiga, pelo fato de que “mais escolas (municipais e particulares) estão oferecendo essa modalidade, existem aqueles alunos que conseguem concluir os estudos, e também por causa dos resultados positivos alcançados, pelos alunos, nos Exames Supletivos”, observa.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'