Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Luva cirúrgica é retirada do abdome de mulher em Pernambuco

31 Mai 2007 - 09h29

 

A delegacia de Prazeres (PE) está investigando um caso de lesão corporal contra a promotora de vendas Cristina Jardim de Lima, 37 anos. Ela registrou queixa na polícia depois que uma luva cirúrgica foi esquecida em seu abdome durante operação realizada no Hospital das Clínicas de Pernambuco para retirada de um cálculo no rim direito. A informação é da Globonews.


Cristina passou pela cirurgia em 22 de maio e teve alta três dias depois, mas voltou ao hospital no dia 30 de março se queixando de febre, dores e da não cicatrização no corte. Foi constatado que havia um objeto estranho no corpo da promotora. Na segunda-feira, uma enfermeira conseguiu tirar por inteiro a luva que havia sido deixada dentro da barriga dela. "A enfermeira constatou um pedaço e resolveu puxar com a pinça. A gente pensava que era um resto de dreno, mas era uma luva", contou Cristina.

Segundo o delegado Ariosto Esteves, "o crime é de lesão corporal, mas quem vai dizer se grave ou gravíssima é o exame do IML. Vamos enviar uma cópia de toda documentação para o Conselho Regional de Medicina, porque esse procedimento administrativo não é de responsabilidade da polícia".

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos