Menu
SADER_FULL
domingo, 25 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Lula quer criação de leis para incentivar esporte

6 Set 2004 - 10h18

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou a atuação dos atletas brasileiros na Olimpíada de Atenas e disse que o governo vai se esforçar para criar todos os "mecanismos legais" que permitam ao esporte brasileiro evoluir ainda mais nos próximos anos.

Em seu programa quinzenal de rádio Café com o Presidente, Lula disse que o governo deve incentivar a criação de uma legislação mais moderna que possa financiar os atletas brasileiros tanto por empresas públicas como privadas. "Senão nós não competiremos nunca em igualdade de condições com o mundo", afirmou.

Na avaliação de Lula, mais do que uma disputa de medalhas, o esporte permite ao jovem conquistar cidadania.

"O esporte tem que ser visto como inclusão social, como conquista de cidadania, uma forma de melhorar a saúde das pessoas, uma forma de tirar o adolescente da rua e dar pra ele a perspectiva de que ele pode ser um atleta olímpico, de que ele pode ser um profissional. O nosso papel, o que é? É criar as condições para que ele tenha oportunidade. O resto é com ele", disse.

Medalhas

O presidente adiantou que vai ressaltar aos atletas olímpicos na semana que vem, quando recebê-los em audiência no Palácio do Planalto, a importância de estarem sempre espiritualmente tranqüilos, preparados para viverem momentos bons e ruins.

"Quando eles partiram para Atenas, disse pra eles que era importante conquistar medalhas, mas, sobretudo, era importante que eles estivessem conscientes do seu papel. Todos nós que vamos fazer uma disputa, vamos fazer um debate, vamos fazer uma peça, queremos fazer o melhor. Mas muitas vezes tem gente melhor do que nós", disse.

O presidente comemorou o desempenho de todos os atletas e mencionou, em especial, a ginasta Daiane dos Dantos.

Segundo Lula, mesmo diante da grande expectativa pela sua atuação em Atenas, ela soube administrar o fato de não trazer medalhas ao país.

"Que ela é boa nós não temos dúvida, mas não ganhou. Nem por isso ela está diminuída. Pelo contrário, ela está com a auto-estima muito forte. Eu penso que é um pouco isso que nós temos que dizer para os nossos atletas, porque nós vamos melhorar mais", garantiu.

Lula também elogiou a participação do maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, que ganhou a medalha de bronze depois de ser agarrado por um ex-padre irlandês quando liderava a maratona.

Na opinião de Lula, o atleta provou que o brasileiro "não desiste nunca".

"Ele não ficou magoado, ressentido, não parou como alguns. Eu acho que é isso que vale: é as pessoas valorizarem aquilo que têm, aquilo que conquistaram e não ficar sempre choramingando aquilo que não conquistaram ainda", defendeu.

Segundo Lula, o desempenho do Brasil nas olimpíadas foi medido não apenas pelo número de medalhas conquistadas, mas pelos gestos de cada um dos atletas que exaltaram o país.

"Quando eu vejo um jogador, qualquer que seja ele, um atleta ou uma pessoa valorizando a sua bandeira, é uma coisa bonita porque significa que a pessoa está gostando do seu país, está admirando mais o seu país".

Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção