Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 25 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Lula quer ajuda internacional para expandir internet

27 Jul 2004 - 13h57
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje a criação de um novo modelo internacional para a internet "que contemple a necessidade de recursos para financiar o acesso dos países em desenvolvimento às novas tecnologias".

Lula, que participou do debate geral da 5ª CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), realizado em São Tomé e Príncipe, disse que a inclusão digital pode ajudar na inclusão social.

"Conseguimos incluir nossa língua [portuguesa] no debate sobre a Sociedade da Informação. O desafio agora é incluir todos nossos cidadãos nessa discussão. Vamos fazer da inclusão digital uma poderosa arma de inclusão social", disse Lula se referindo à Cúpula das Nações Unidas sobre a Sociedade da Informação, em Genebra.

Segundo o presidente, "os recursos da moderna tecnologia de comunicações contribuem para a transparência na administração pública". "Estamos discutindo maneiras de fortalecer a cidadania e aperfeiçoar as instituições democráticas. O acesso aos avanços tecnológicos deve ser o direito de todos e não o privilégio de poucos. Temos urgência em promover a inclusão digital."

Lula afirmou que a "velocidade das transformações tecnológicas pode nos fazer perder oportunidades". "Por isso, tomei a iniciativa de transformar a inclusão digital em política pública."

O presidente aproveitou o debate para divulgar as ações do governo brasileiro no campo da inclusão digital. "O Brasil vem investindo no programa de governo eletrônico para aprimorar a qualidade dos serviços públicos".

Ele citou como exemplo o envio das declarações do Imposto de Renda pela internet. Segundo Lula, as declarações são "transmitidas com segurança e comodidade por via eletrônica".

"O mesmo vale para o sistema eleitoral. A votação e a apuração informatizadas são vitais. Reduzimos a fraude. Ganha nossa democracia. Nossas instituições aumentam sua credibilidade."

Segundo o presidente, é preciso "estender as redes e as novas tecnologias da informação para as regiões rurais e asas remotas de nossos países" para que a "inclusão seja completa".

"Desejamos cooperar com a CPLP nessa tarefa. O Telecentro com acesso público e gratuito que estamos instalando em São Tomé inaugurará o governo eletrônico nesse país", disse ele se referindo ao Telecentro de São Tomé. "Repetiremos essa experiência em Cabo Verde, onde estarei nos próximos dias."

Lula afirmou também que a internet têm de ser ampliada para que possa ser utilizada como "política públicas de alto impacto social".

"Precisamos capacitar as pessoas, em especial as comunidades carentes, para utilizar as novas tecnologias de informação. O transmitidas com segurança e comodidade por via eletrônica software livre responde a esses imperativos."
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATIMA DO SUL - JULIFRAN
Julifran Restaurante promete chopp grátis a cada gol de Borja sobre Novorizontino
BONITO - MS - AGÊNCIA BONITO ECO TOUR
Faça o que lhe faz bem! Viaje para Bonito MS!
CIUMES
Marido vê foto de outro no celular e agride mulher na cabeça e a joga para fora do carro
ORAÇÕES
Estado de saúde de Cláudia Rodrigues (a diarista) é grave
PAULISTÃO IV
“Hoje foi realmente a estreia do São Paulo”, diz Mancini após vitória
PAULISTÃO III
Carille vê Corinthians abaixo: “Fomos premiados com o empate”
PAULISTÃO II
Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante
PAULISTÃO
Santos aproveita falhas do Red Bull e abre boa vantagem no Pacaembu
MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local