Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 17 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Lula e Morales recebem neste mês título de doutor honoris

2 Jul 2010 - 17h26Por Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Bolívia, Evo Morales, receberão o título de doutor honoris causa da Universidade Nacional de San Juan, da Argentina, no final deste mês. O prêmio é a honraria mais elevada da instituição. Lula foi escolhido por estar, no final do segundo mandato, mantendo “a imagem positiva” e o “apoio popular”. E Morales será homenageado porque, mesmo ao contrariar interesses de setores específicos, mantém a defesa das reivindicações e necessidades dos povos indígenas bolivianos.

“A militância e as convicções pessoais dos dois líderes têm criado um ambiente favorável na luta contra as políticas neoliberais a partir de um quadro democrático e participativo para recuperar o Estado e a política institucional e simbólica”, disse em nota a universidade.

Outra justificativa é a liderança que os dois líderes exercem em seus países. “Ambos são líderes de ampla trajetória nos governos de seus países. Lula conquistou o acesso ao segundo mandato com legitimidade. Ele chega ao final do mandato com o crescimento constante da imagem positiva e o apoio do seu povo”.

Ao mencionar Morales, a universidade afirmou que “apesar da forte resistência de grupos tradicionais de poder no país, ele ganhou acesso a um segundo mandato para reforçar o compromisso e o seu trabalho em prol das reivindicações históricas dos povos indígenas.”

A escolha de Lula e Morales foi do Conselho Supremo da Universidade Nacional de San Juan. O colegiado também concederá o título ao filósofo e historiador argentino Ernesto Laclau, que atualmente vive na Inglaterra. A iniciativa de conceder o título honoris causa foi do reitor Benjamin Kuchen, no caso dos presidentes, e da Faculdade de Ciências Humanas e Artes, no caso de Laclau.

Na mesma reunião em que foi aprovada a concessão do título a Lula, Morales e Laclau, a universidade aprovou o projeto de resolução para indicar ao Prêmio Nobel da Paz a Associação das Avós Praça de Maio. O símbolo dessas mulheres é um lenço ou fralda branca na cabeça. A associação começou como um movimento inicialmente batizado de Mães da Praça de Maio, organizado por mulheres que tiveram os filhos desaparecidos durante a ditadura argentina, de 1976 a 1983. Até hoje, as mulheres se reúnem na Praça de Maio, que fica em frente à Casa Rosada, sede do governo argentino.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo