Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 17 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Lula cria 35º ministério para "acomodar" PSB

16 Mar 2007 - 08h06

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em conversa com lideranças do PSB, Lula confirmou ontem a criação da Secretaria Nacional dos Portos, com status de Ministério. O titular da pasta será Pedro Brito, atual ministro da Integração Nacional e aliado do deputado Ciro Gomes (PSB-CE), apontado como presidenciável para 2010.

Apesar de mais um dia de avanço nas negociações com os partidos aliados, a conclusão da reforma ministerial ficou para a próxima semana. Hoje, Lula empossa somente três ministros: Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), José Gomes Temporão (Saúde) e Tarso Genro (Justiça).

Ainda faltam arestas a serem aparadas pelo presidente entre legendas da coalizão. A ida de Brito para a Secretaria de Portos, cujo orçamento estimado para este ano é de R$ 477 milhões só em investimentos, por exemplo, não saciou a sede do PSB por cargos na Esplanada. O partido que permanecerá à frente do Ministério da Ciência e Tecnologia, com o ministro Sérgio Rezende, ainda não se sente contemplado a contento na reforma.

Outra legenda de menor porte que permanece insatisfeita com o novo desenho político da Esplanada é o PTB. O atual ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, antes dado como certo na Coordenação Política, passou a ser o preferido de Lula para ocupar o Desenvolvimento, no lugar de Luiz Fernando Furlan. O perfil técnico do Ministério desagrada aos petebistas.

"O PTB não se sente atendido. Entendemos que o Walfrido é um coringa e pode servir a qualquer ministério, nas não dá para o partido apostar em uma pasta técnica. Nosso perfil é político", disse o líder do governo na Câmara, José Múcio Monteiro (PTB-PE).

"Posso dizer que, apesar de garantirmos dois ministérios, não nos sentimos atendidos ainda", disse ao JB o presidente da legenda, Roberto Amaral.

Na próxima semana, o PSB tem uma nova reunião com Lula a fim de bater o martelo sobre o espaço do partido na estrutura administrativa do governo. No encontro, o partido espera sair com pelo menos mais uma estatal, uma vez que a idéia inicial de Lula, ao criar a Secretaria de Portos, era a de subordinar à nova pasta a Infraero, empresa que administra os aeroportos em todo o País, o que não se concretizou.

O PTB, por sua vez, queria ver Walfrido na Coordenação Política. Mas o PT entrou na briga e, ontem, praticamente confirmou o deputado Henrique Fontana (PT-RS) no cargo.

A nomeação de Pedro Brito para a Secretaria de Portos foi uma maneira encontrada por Lula para manter Ciro com um pé no governo. Economista, o novo ministro ocupou os cargos de superintendente de finanças e presidente do Banco do Estado do Ceará na época em que Ciro era governador do Estado, entre 1991 e 1994.

Homem de confiança de Ciro, Brito chegou a Brasília no primeiro mandato de Lula, quando Ciro foi nomeado ministro da Integração Nacional. Inicialmente, assumiu a chefia de gabinete do ministro. Depois, a secretaria-executiva e o Ministério.

 

 

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade