Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 17 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Lula cria 35º ministério para "acomodar" PSB

16 Mar 2007 - 08h06

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em conversa com lideranças do PSB, Lula confirmou ontem a criação da Secretaria Nacional dos Portos, com status de Ministério. O titular da pasta será Pedro Brito, atual ministro da Integração Nacional e aliado do deputado Ciro Gomes (PSB-CE), apontado como presidenciável para 2010.

Apesar de mais um dia de avanço nas negociações com os partidos aliados, a conclusão da reforma ministerial ficou para a próxima semana. Hoje, Lula empossa somente três ministros: Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), José Gomes Temporão (Saúde) e Tarso Genro (Justiça).

Ainda faltam arestas a serem aparadas pelo presidente entre legendas da coalizão. A ida de Brito para a Secretaria de Portos, cujo orçamento estimado para este ano é de R$ 477 milhões só em investimentos, por exemplo, não saciou a sede do PSB por cargos na Esplanada. O partido que permanecerá à frente do Ministério da Ciência e Tecnologia, com o ministro Sérgio Rezende, ainda não se sente contemplado a contento na reforma.

Outra legenda de menor porte que permanece insatisfeita com o novo desenho político da Esplanada é o PTB. O atual ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, antes dado como certo na Coordenação Política, passou a ser o preferido de Lula para ocupar o Desenvolvimento, no lugar de Luiz Fernando Furlan. O perfil técnico do Ministério desagrada aos petebistas.

"O PTB não se sente atendido. Entendemos que o Walfrido é um coringa e pode servir a qualquer ministério, nas não dá para o partido apostar em uma pasta técnica. Nosso perfil é político", disse o líder do governo na Câmara, José Múcio Monteiro (PTB-PE).

"Posso dizer que, apesar de garantirmos dois ministérios, não nos sentimos atendidos ainda", disse ao JB o presidente da legenda, Roberto Amaral.

Na próxima semana, o PSB tem uma nova reunião com Lula a fim de bater o martelo sobre o espaço do partido na estrutura administrativa do governo. No encontro, o partido espera sair com pelo menos mais uma estatal, uma vez que a idéia inicial de Lula, ao criar a Secretaria de Portos, era a de subordinar à nova pasta a Infraero, empresa que administra os aeroportos em todo o País, o que não se concretizou.

O PTB, por sua vez, queria ver Walfrido na Coordenação Política. Mas o PT entrou na briga e, ontem, praticamente confirmou o deputado Henrique Fontana (PT-RS) no cargo.

A nomeação de Pedro Brito para a Secretaria de Portos foi uma maneira encontrada por Lula para manter Ciro com um pé no governo. Economista, o novo ministro ocupou os cargos de superintendente de finanças e presidente do Banco do Estado do Ceará na época em que Ciro era governador do Estado, entre 1991 e 1994.

Homem de confiança de Ciro, Brito chegou a Brasília no primeiro mandato de Lula, quando Ciro foi nomeado ministro da Integração Nacional. Inicialmente, assumiu a chefia de gabinete do ministro. Depois, a secretaria-executiva e o Ministério.

 

 

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto