Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Lula afirma que até 2012 não faltará energia no Brasil

15 Mai 2007 - 05h30
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu nesta segunda-feira, 14, que até 2012 não faltará energia elétrica no País. Em entrevista concedida na sede da Siemens, em Jundiaí (SP), Lula afirmou: "com toda garantia, até 2012 não faltará energia. E para que não falte depois, nós precisamos fazer o que estamos fazendo no PAC", destacou.

Ao descartar um apagão no setor elétrico brasileiro, Lula disse que o PAC já está em execução e com obras neste setor. A declaração foi um resposta à cobrança que recebeu da direção da Siemens para que o PAC seja colocado rapidamente em execução. O presidente esteve hoje na sede da Siemens para participar da inauguração das novas instalações de geração, transmissão e distribuição de energia da empresa.

O discurso de Lula durou cerca de meia hora e boa parte dele foi dedicada a um balanço das ações de sua administração, sobretudo no campo energético. Segundo o presidente, das 459 ações na área de infra-estrutura energética do PAC, 39% já estão em obras. Ele citou também que neste setor existem 279 ações com projetos já licitados. Na área de geração de energia, Lula disse que existem 56 projetos de hidrelétricas, 17 em estudo e elaboração, 18 em estudos de viabilidade, com a licença ambiental já aprovada, e três grandes hidrelétricas em construção.

O presidente afirmou que sua administração "vai fechar o ano de 2007 com 23% de tudo o que foi feito no Brasil em 123 anos na área de linhas de transmissão de energia". Além disso, Lula informou que outros 8.819 quilômetros de linhas de transmissão serão concluídos até 2010.

Na sua avaliação, será possível evitar problemas de apagão porque o Brasil estará interligado. "Hoje só falta ligar o Norte e o Nordeste. A ligação de todo o sistema elétrico brasileiro é fundamental para não faltar energia no País", disse.

Durante discurso, o presidente Lula chamou a atenção para o fato de o Brasil ter ainda 18 mil escolas públicas sem energia elétrica. "São escolas pequenas, mas isso não interessa porque são brasileiros com direito a ter a mesma energia elétrica que hoje está presente nesta inauguração". Ele previu que até o final do ano que vem seu governo vai atender a todas estas escolas. "Vocês da Siemens vão produzir mais e os funcionários vão poder pedir aumento de salário", brincou. Neste momento, Lula foi efusivamente aplaudido pelos funcionários da empresa.

O presidente disse também que até o final do ano que vem a meta do programa luz para todos, que é levar energia elétrica para 12 milhões de famílias, será atingida.

No balanço do programa já realizado por sua administração, o presidente informou que foram instalados 2,470 milhões de postes, cinco vezes o número de postes da cidade de São Paulo, e 470 mil quilômetros de cabos de fios, o que daria para dar 12 voltas ao planeta. "O PAC está assegurando R$ 8,7 bilhões para dar continuidade ao programa Luz para Todos", citou.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação