Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Lucinéia cobra aplicação da Lei de inspeção sanitária em Glória

6 Set 2007 - 09h45

A Vereadora Lucinéia Marinho de Oliveira (DEM),apresentou Indicação na Sessão da Câmara de Glória de Dourados para que seja encaminhada a Vera Regiana Dalcin Baur, Prefeita Municipal de Glória de Dourados, com cópia endereçada a Carla Corbucci, Diretora do Departamento de Vigilância Sanitária, após ouvido o colendo Plenário da Câmara Municipal nessa última terça- feira, no sentido de colocar em prática a Lei Municipal nº 732, de 28/09/2000, que dispõe sobre a inspeção sanitária e industrial dos produtos de origem animal e vegetal, e dá outras providências.

 

Como é do conhecimento de grande parte da população gloriadouradense, a inspeção sanitária e industrial dos produtos de origem animal e vegetal está devidamente regulamentada em nosso Município. No entanto, a Lei Municipal nº 723, de 28 de setembro de 2000, estará brevemente completando sete anos, porém, os efeitos de sua ação são inexistentes.

 

Ressaltamos que esta Lei regula a obrigatoriedade da prévia inspeção e fiscalização dos produtos de origem animal e vegetal, produzidos no Município, em sua área geográfica, conforme prevêem dispositivos constitucionais, além de amparo nas Leis Federais nºs 1.283 e 7.889, em consonância com a Lei Estadual nº 1.232.

 

A Lei Municipal, conhecida como “SIM” – (Serviço de Inspeção Municipal), é um departamento vinculado diretamente à Secretária Municipal de Higiene e Saúde Pública e, abrange os aspectos industriais e sanitários dos produtos de origem animal e vegetal comestíveis, e não comestíveis, preparados, transformados, depositados ou em trânsito.

 

Na realidade, nosso objetivo maior através desta matéria indicativa, é solicitar da Ilustre Prefeita que, vislumbre a possibilidade da instalação de um “Abatedouro Municipal”, conforme especifica a Lei 723/00, Art. 10, inciso I.A implantação do Abatedouro Municipal é um objeto mirado pelos comerciantes da nossa cidade, notadamente, aqueles que trabalham com produtos de origem animal e vegetal, caso específico dos mercados e supermercados que, buscam carne bovina e suína, fora do âmbito municipal, isto causa perca de tempo e, principalmente, majoração dos produtos desta natureza.

 

Outro detalhe que ressaltamos é que, no caso da carne bovina e suína que são transportada para o consumo interno em Glória de Dourados, na hora da manipulação, beneficiamento, transformação e armazenamento, depende de inspeção sanitária ‘in loco’, inspeção esta que está sendo feita por um médico veterinário local, isto, dificulta sobremaneira a transformação dos produtos derivados de origem aqui especificados.

 

Com a instalação de um Abatedouro Municipal, estes problemas enfrentados por aqueles que lidam com estes produtos, estariam praticamente equacionados com a colocação em prática do – SIM – (Serviço de Inspeção Municipal) que, há tempos vem sendo solicitado em nosso Município.

 

Portanto, esperamos contar com o bom senso e o espírito empreendedor da Prefeita, no intuito de solucionar esta pendenga que há tempos vem causando certos transtornos àqueles que trabalham com os produtos retro-mencionados, isto sem analisar o outro lado, ou seja, melhores e mais rápidas inspeções e, possibilitar a melhora da receita financeira municipal.

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação