Menu
PASSARELA
domingo, 24 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Losaco é o campeão da temporada 2004 da Stock Car

8 Nov 2004 - 10h47

Duas gerações distintas da história da Stock Car estiveram neste domingo (7) no pódio da 11ª e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro, realizado no autódromo Internacional de Campo Grande.

Ingo Hoffmann, 51 anos, dono de 12 títulos na categoria, foi o terceiro colocado na corrida, no pódio, trocou um caloroso abraço com Giuliano Losacco, 27 anos, que terminou a prova em 14º e assegurou por antecipação a conquista do título de 2004.

A vitória em Campo Grande foi de Cacá Bueno, carioca que largou da pole e liderou as 27 voltas da corrida, só não esteve à frente nos primeiros metros da prova, quando foi superado por Ingo, segundo no grid. O paulista retardou o ponto de freada, perdeu a trajetória ideal e caiu para quarto.

Em seis voltas, superou Valdeno Brito e Wagner Ebrahim e abriu sua caça ao líder. A essa altura, Thiago Camilo, que largou em décimo, era terceiro.

A seis voltas do final, Camilo ultrapassou Hoffmann numa manobra que definiu as posições do pódio. O carioca, com a terceira vitória na temporada, reassumiu a vice-liderança do campeonato, dois pontos à frente de Antonio Jorge Neto, que largou em último e terminou em quinto.

Dono de 12 títulos nas 26 temporadas da categoria, Ingo, que na corrida teve problemas com o seletor de marchas, fez questão de recepcionar Losacco na galeria dos campeões. “A categoria está tão competitiva que a cada ano fica mais difícil ganhar uma prova ou o campeonato, o cara para chegar lá tem que ser bom e o Giuliano provou que é. Falei que ele tem que curtir bastante esse momento, é um título que tem um valor incrível”, declarou.

Losacco, que festejou no pódio com os três primeiros na prova, confessou que “ainda não caiu a ficha”. “Eu queria ter ido ao pódio por ter terminado entre os três, infelizmente não deu, mas foi um ano fantástico. Eu pontuei em praticamente todas as corridas, a equipe me deu um carro perfeito... Puxa, é tanta emoção, eu nem sei o que dizer direito”, declarou o novo campeão.

O resultado final da 11ª etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8 foi o seguinte:

1º) Cacá Bueno (RJ/Action Power), 44min03s602
2º) Thiago Camilo (SP/Golden Cross-Vogel), a 1s943
3º) Ingo Hoffmann (SP/JF-Filipaper Racing), a 3s045
4º) David Muffato (PR/Repsol-Boettger), a 3s612
5º) Antonio Jorge Neto (SP/A. Mattheis Motorsport), a 7s531
6º) Raul Boesel (PR/Repsol-Boettger), a 8s205
7º) Chico Serra (SP/Texaco-WWB Motorsport), a 9s745
8º) Thiago Marques (PR/Action Power), a 9s956
9º) Wagner Ebrahim (PR/Bassani-Pamplona), a 10s693
10º) Alceu Feldmann (PR/Fertipar Motorsport), a 15s735
11º) Hoover Orsi (MS/Avallone Motorsports), a 18s215
12º) Felipe Maluhy (SP/Bennamed-Nascar), a 18s516
13º) Mateus Greipel (SC/Famossul Motorsport), a 19s047
14º) Giuliano Losacco (SP/Itupetro-RC Competições), a 27s267
15º) Ricardo Etchenique (SP/Bennamed-Nascar), a 31s898
16º) Neto de Nigris (SP/Start Racing), a 33s904
17º) Nonô Figueiredo (SP/Avallone Motorsports), a 59s729
18º) Fabio Carreira (SP/Hot Car), a 1min01s591
19º) Adalberto Jardim (SP/A. Jardim-Bassani), a 2 voltas

Não completaram:

Juliano Moro (DF/NasrCastroneves), a 11 voltas
André Bragantini Júnior (SP/Golden Cross-Vogel), a 12 voltas
Reck Júnior (MT/Scuderia 111), a 13 voltas
Pedro Gomes (SP/AMG Motorsport), a 16 voltas
Rodrigo Sperafico (PR/Katalogo Racing), a 17 voltas
Popó Bueno (RJ/Texaco-WWB Motorsport), a 18 voltas
Paulo Bonifácio (SP/Scuderia 111), a 19 voltas
Luiz Carreira (SP/Philips Motorsport), a 19 voltas
Airton Daré (SP/AMG Motorsport), a 20 voltas
Valdeno Brito (PB/L&M Racing), a 21 voltas
Rodney Felício (SP/Salmini Racing), a 24 voltas
Luiz Paternostro (SP/Itupetro-RC Competições), a 26 voltas
Sandro Tannuri (RJ/JF-Filipaper Racing), a 26 voltas

Desclassificado:

Paulo Gomes (SP/Katalogo Racing), a 23 voltas

A 12ª e última etapa do Brasileiro de Stock Car V8 será disputada no dia 28 de novembro, em Interlagos, São Paulo.

A classificação do campeonato é a seguinte:

1º) Losacco, 167 pontos; 2º) C. Bueno, 139; 3º) Jorge Neto, 137; 4º) Camilo, 103; 5º) Hoffmann, 88; 6º) Boesel, 83; 7º) Negrão, 80; 8º) Muffato, 78; 9º) Marques, 64; 10º) Pedro Gomes, 55; 11º) Serra, 53; 12º) Alves, 47; 13º) Bragantini, 43; 14º) Maluhy, 42; 15º) P. Bueno, 38; 16º) Tannuri, 37; 17º) Etchenique, Greipel e Feldmann, 35; 20º) Pamplona, 31; 21º) Brito, 24; 22º) Figueiredo, 21; 23º) Maurício, 20; 24º) Ebrahim, 18; 25º) Sperafico, 16; 26º) Daré, 15; 27º) Hoover Orsi, 14; 28º) Felício, 11; 29º) Salles, 9; 30º) Carreira, 8; 31º) Moro, 7; 32º) Favoretto, 4; 33º) Jardim e Giorgi, 1. (Com informações da Grelak Comunicação)

 

Terras MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo