Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 16 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Liminar que amplia direito de aborto pode cair

7 Jul 2004 - 15h30
O Procurador-Geral da República, Cláudio Fonteles, disse hoje que apresentará parecer contrário à decisão do STF que autoriza o aborto nos casos em que é constatado ausência de cérebro no feto em desenvolvimento. A autorização para aborto em caso de feto com acefalia foi dada em caráter liminar pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio de Mello, atendendo pedido da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Saúde. "Acho que o nosso compromisso é fundamentalmente com a vida humana. Aí não está em jogo o ato da mulher de dispor do seu próprio corpo. Isso não é o tema como eu ouvi de algumas vozes autorizadas que eu respeito, mas discordo. O tema aí está em saber o seguinte: em havendo vida intra-uterina, e há vida intra-uterina, é lícito matar a vida intra-uterina?", questionou Fonteles, ao acrescentar que o seu posicionamento não se deve ao fato de ser católico, mas fruto de avaliação jurídica sobre a questão. O entendimento do ministro Marco Aurélio de Mello já havia sido criticado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB, que tentará derrubar na Justiça a autorização para interrupção da gravidez em caso de feto sem cérebro. Pela legislação em vigor, o direito ao aborto só é assegurado em duas situações: quando a gravidez resulta de estupro ou quando há risco de morte para a gestante. A decisão é válida para todo o país, mas não é definitiva. Ainda será examinada pelos demais ministros do Supremo, o que só deve ocorrer em agosto, após o recesso do Judiciário. Antes disso, Fonteles apresentará o parecer contrário à decisão. Ele informou que ainda não recebeu o processo para analisá-lo. O procurador-geral da República fez nesta quarta-feira um balanço do seu primeiro ano de mandato, durante encontro com jornalistas.
 
 
 
Corumbá Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal