Menu
SADER_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Libertados 232 trabalhadores escravos em Minas Gerais

11 Mai 2007 - 17h45
Auditores fiscais da Delegacia Regional do Trabalho em Minas Gerais (DRT-MG) e das Subdelegacias de Pouso Alegre e Varginha encontraram, nas áreas rurais de Pouso Alegre e Senador Amaral, no sul do Estado, 232 trabalhadores que estavam em situação degradante de trabalho.
 
A ação teve como objetivo combater, principalmente, a terceirização de mão-de-obra e o aliciamento de trabalhadores. Foram fiscalizadas 23 propriedades do segmento da colheita de morango, tido como um dos mais informais no Estado, durante o período de 16 de abril a 11 de maio. Os fiscais lavraram 21 autos de infração e registraram, sob ação fiscal, 94 trabalhadores.
 
Os empregados estavam sem carteira assinada. A situação degradante se configurou pelas péssimas condições de acomodação. Eles dormiam em lonas plásticas e não havia instalações sanitárias e água potável, além de não contarem com equipamentos de proteção individual (EPI), entre outras irregularidades.
 
 
 
Terra Redação
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares