SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 23 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
29 de Outubro de 2004 14h21

Leia o artigo "Há contas e contas II" de Enio Ribeiro

"Há contas e contas II"

 

Por: Enio Ribeiro de Oliveira*

Lendo o artigo publicado no Jornal O Progresso de 15 de Outubro de 2004, intitulado "Há contas e contas", achei oportuno expressar o meu ponto de vista.

Primeiramente é bom lembrar que as conclusões a que devemos chegar com os resultados obtidos nas urnas pela Coligação Dourados no Rumo Certo, tendo como cabeça de chapa o candidato a prefeito do município de Dourados do PT, Professor Laerte Tetila, deve nos remeter inicialmente  as eleições (prefeito e vereadores) ocorridas em 2000 no município de Dourados, quando Tetila foi eleito pela primeira vez, Prefeito da Cidade.

Os resultados daquelas eleições foram:

Laerte Tetila - 36.045 votos; (39.08%);

Murilo Zauith - 31.328 votos; (33,97%);

Mardônio Alencar - 11.807 votos; (12,80%)

George Takimoto – 7.280 votos;(7,89%)

Votos em branco - 1.370;(1,48%)

Votos nulos - 4.389;(4,75%)

Total de votos apurados - 92.219.

Votação dos candidatos adversários somada: (54;66%). Se forem acrescentados os votos brancos e nulos totaliza 60,89%.Nas eleições municipais de 2004 a soma dos votos dos candidatos adversários e dos votos brancos e nulos foi de 50,79%. Portanto, em relação às eleições de 2000, a oposição teve  uma queda no seu desempenho  de 10,1%;

Por outro lado à votação dada a Laerte Tetila em 2000,(Coligação Vida Nova Dourados) foi de 39.08% e em 2004 (Coligação Dourados no Rumo Certo) foi de 50,79%. Comparando o desempenho de Laerte Tetila nas eleições municipais de 2000 com as realizadas em 2004, percebemos que nesta última, houve um crescimento de 11,71%.

Cabe lembrar ainda que o PT, partido a que pertence o Prefeito Laerte Tetila num total de 17 vereadores eleitos em 2000 elegeu 3, ficando portanto, com 17,6% das vagas daquela Casa e em  2004 num total de 12 vereadores eleitos elegeu 4, ficando com 33,3% das vagas. O crescimento registrado foi de 15,7%.

Comparando também os desempenhos dos partidos coligados na chapa de vereadores em 2000, Laerte Tetila elegeu 5 vereadores dos 17 eleitos para a Câmara Municipal. Isto representa 29,4% do total de vereadores. Nas eleições de 2004, os partidos aliados do Prefeito Laerte Tetila elegeram 7 vereadores num total de 12. Em termos percentuais isto representa 58,3%. A bancada aliada pró-Tetila 2000 para 2004 cresceu 28,9%.

É bom lembrar que a oposição durante os últimos 3 anos e nove meses esteve em campanha contra a atual administração, contando, inclusive, com a colaboração para os seus intentos de significativa parte da imprensa escrita, falada e televisiva, induzindo assim,  o eleitor a formar opinião equivocada em relação a atual administração.

Logo a conclusão do senhor Luiz Carlos de Matos sobre as lições das eleições de 2004, deve servir alerta muito mais para a oposição do que para o prefeito Laerte Tetila, haja vista que, esta registrou  desempenho eleitoral em 2004 com uma queda de 10,1%.

O recado das urnas nas eleições de 2004 (prefeito e vereadores) não deixa dúvida de que a oposição muito mais do que o prefeito Laerte Tetila precisa repensar a sua prática, caso  contrário, o seu desempenho nos próximos embates eleitorais, tende a piorar

Artigos como o publicado pelo nobre articulista é a confissão de que a oposição entendeu o recado das urnas nas eleições de 2004. Com artigos desta natureza, a oposição, tenta desesperadamente  minimizar os feitos obtidos pelo Coligação Dourados no Rumo Certo e o professor Laerte Tetila.

O que pode ser deduzido dos resultados nas duas eleições (2000 e 2004), é que o embate travado durante 3 anos e 9 meses entre as duas forças políticas a oposição (portadora de um projeto conservador) e as forças políticas aliadas de Tetila (portadora de um projeto de cunho democrático-popular) é que a população percebeu que Laerte Tetila realiza uma administração que busca trazer benefícios para toda a sociedade douradense, bem diferente do outro projeto, sustentado pela oposição que é excludente, antidemocrático e.antipopular.

Para concluir resta lembrar ao articulista Luis Carlos de Matos que a oposição tem consciência de que Tetila não é um mau  administrador, tanto é que se uniram - quem não se lembra do grupo dos 7, batendo cabeça para encontrar algum candidato disposto a enfrentar Laerte Tetila?

Não votaram em Tetila porque não admitem que uma cidade seja administrada no interesse de toda a soci

Comentários
Veja Também
HERBALIFE_300
REINO_MATRÍCULAS_2017
FÁBRICA_CALÇADOS
Últimas Notícias
  
REINO_MATRÍCULAS_2017
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.