Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 20 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Leia o artigo "EM NOME DA VERDADE " por Prof. N.Adonias Bragança

1 Out 2010 - 11h42Por Nilsimar Adonias Bragança

Eu e minha família somos batistas. Somos do tempo que os pastores zelavam e os membros cumpriam de fato os princípios doutrinários da Igreja para a vida cristã autêntica, pois estes princípios são verdadeiros, são bíblicos.
Sou do tempo que nossos pastores viviam e ensinavam a Bíblia, apenas a Bíblia para o povo.
Hoje tudo está muito moderno, os “pastores modernos” ensinam uma “bíblia moderna”, adaptada aos jeitinhos modernos do pecado, que distorcem a verdade e banalizam a vida cristã, tornando os evangélicos, pessoas comuns em pé de igualdade com os que não são servos de Deus.
Por suas ações, opções de vida e posicionamentos já não se consegue mais fazer diferença entre o crente e o incrédulo. Salvando as honrosas exceções da regra, todos são iguais, estão na vala comum do pecado.
Ao ler os comentários feitos sobre o posicionamento corajoso, correto e exemplar do pastor Paschoal Piragine Junior da 1ª Igreja Batista de Curitiba e o sábio comentário de apoio do Reverendo Metodista Anderson sobre o mesmo assunto. Fiquei muito feliz.
Fiquei feliz, porque ainda há servos de Deus que são capazes de se levantar, de se posicionar contra os poderes da iniquidade, combatendo de forma séria, corajosa, assuntos tão sérios que envolvem e afetam diretamente o povo de Deus.
De forma corajosa, exemplar, estes servos de Deus em especial o Pr. Piragine está nos conclamando para a guerra contra o mal. Somos soldados, cidadãos do Céu, mas também cidadão deste país (o Brasil). Não podemos deixar o mal tomar o poder e dominar nosso país sem fazermos nada. Temos de lutar por ele (o Brasil), estamos armados com nosso voto nas mãos, só deixaremos o inimigo dominar se houver cúmplices do mal em nosso meio.
Nessas eleições devemos nos unir sim, e não eleger com o nosso voto, candidatos comprometidos com a iniquidade (o pecado).
É fácil, muito fácil identificar os partidos cujas cúpulas e programas estão amarrados a grupos ou facções comprometidas. Tentando produzir, impor e aprovar leis danosas a sociedade, ao país. O crente que votar em candidatos que promovem e defendem leis danosas, estará irremediavelmente sendo cúmplice do pecado.
Fico feliz, ao ver finalmente que há líderes em nosso meio, que como o profeta Elias, estão saindo do comodismo, da indiferença. Estão deixando a famosa neutralidade que sempre imperou no meio dos líderes evangélicos quando o assunto é política.
Os pastores Piragine e Anderson estão corretos, devem mesmo tomar posição, orientar o povo de Deus sobre tudo. Especialmente sobre questão de cidadania.
Fico deveras triste ao ver do outro lado, pessoas que se dizem servas de Deus, exibindo título de pastores, mas agindo de forma irresponsável como verdadeiros mercenários se alinhando a corruptos e infames, comungando com estes seus interesses e agindo contra os princípios do Senhor Jesus. Atuam como Judas Iscariotes. Dizem fazer parte do povo de Deus, mas os traem, entregando-os ao inimigo.
Não sou filiado em nenhum partido político e falo destes indivíduos que se dizem batistas, mas que estão na militância de um partido cujo posicionamento é diretamente contra a palavra de Deus, contra os princípios bíblicos.
Como pode alguém que diz ser pastor, estar no meio e defender um partido político, cujo líder maior (o presidente) diz em discurso prefererir abrir cinema no lugar de uma igreja?
Estes líderes evangélicos devem reconhecer seus erros e sentindo vergonha, pedir perdão a Deus e aos que estão a seu serviço, (os verdadeiros pastores).
Crente que é crente de fato, não participa de artimanhas malignas, tramadas nas surdinas dentro de partidos dominados pelo mal.
Como irmão em Cristo e concidadão brasileiro me solidarizo com o servo de Deus, pastor Piragine. Suas palavras são verdadeiras, são bíblicas, são de Deus.
Como é de se esperar, a perseguição já se levantou contra este servo de Deus. Os lobos vestidos de pele de ovelhas já mostraram os seus dentes. Os Judas camuflados como “colegas de ministério” já mostram a verdadeira face. Era certa a reação destes, mas a prova demonstra que eles estão errados e o pastor Piragine certo.
Assim agiram desde a antiguidade os inimigos dos servos de Deus e de seu povo.
Quantas perseguições sofreram os profetas que em nome de Deus falaram a verdade contra o pecado, contra leis danosas, contra reis e políticos perversos, corruptos.
Foram perseguidos, presos, açoitados, colocados em calabouços e até mesmo muitos foram mortos por causa da verdade que pregavam.
Você que se diz crente, evangélico, mas está pactuado com o mal, com o pecado, criticando e perseguindo os servos de Deus que falam a verdade, tome muito cuidado.
Assim também, agiram os judeus no passado. Dizendo ser povo de Deus se levantaram, perseguiram os profetas e sobre tudo crucificaram o Senhor Jesus. O castigo por Deus imposto a eles foi muito forte. Até hoje, sofrem as conseqüências de tais erros.
Que Deus tenha misericórdia do seu povo e do nosso Brasil!

Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito
FENÔMENO
Maior superlua de 2019 iluminará o céu nesta terça, 19
FAMOSIDADES
Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa
ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro