Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 12 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Leia o artigo "De Dourados a Sidrolândia" por Julio Saldivar

28 Out 2010 - 18h08Por

Depois de toda corrupção política que veio a tona nos últimos meses, culpa maior do próprio povo douradense que, no momento do voto, se deixou enganar pela prática política do “assistencialismo popular”, restou muita indignação, revolta e muitas perguntas sem respostas. Para dizer bem a verdade, restou uma bagunça generalizada na política local, já que ninguém é capaz de afirmar, com certeza, como fica a Prefeitura e a Câmara Municipal depois disso tudo. Só para esclarecer, considero que existem no Brasil dois tipos de assistencialismo popular, os dois pedem voto em troca: O “assistencialismo particular”, financiado com dinheiro particular, geralmente de futuros favorecidos, que é exercido pelo político que busca chegar ao poder a qualquer custo, e o “assistencialismo público”, ou seja, financiado com dinheiro publico, criado pelo atual Governo Federal, que busca a manutenção no poder a qualquer custo. Ambos devem ser combatidos e extirpados da política.

 

 

Por falar em Governo Federal , a campanha presidencial por aqui passa quase que despercebida, sem grande euforia por parte da maioria da população. O resultado, praticamente sacramentado, aqui e em todo o Estado de Mato Grosso do Sul, deve mostrar uma ampla vantagem favorável ao candidato de oposição ao atual governo. Raras vezes paro para assistir a propaganda eleitoral na televisão, e quando assisto é só para indignar-me com aquilo que vejo. Uma campanha de ataques pessoais e muitas mentiras. Um Brasil mostrado através de imagens que impressionam, de gente sorrindo, gente empregada, bem vestida, bem atendida nos postos de saúde e hospitais públicos, morando em boas casas e apartamentos, como se entregue pelo Governo Federal sem qualquer ônus, enfim, onde os problemas praticamente acabaram... Quanta mentira. A verdade é que a pobreza é muito grande, as favelas proliferam, o atendimento na saúde é precário, o nível da nossa educação é dos piores do mundo, não temos segurança, somos um dos piores países do mundo em relação à corrupção... Então, tem tudo para ser melhorado ainda. É certo que o país obteve grandes avanços nos últimos anos, com uma boa administração dos dois últimos Presidentes da Republica, mas os problemas ainda são muitos, e não por culpa de nenhum deles, cada um fez a sua parte, mas sabemos que a solução de todos os problemas é de longo prazo, e o eleitor consciente sabe que não deve esperar que os candidatos que aí se apresentam tenham uma formula mágica para resolver tudo em quatro anos. O que realmente se esperava era que os dois candidatos a Presidente da Republica viessem para a campanha somente com objetivo focado nas propostas, naquilo que cada um realmente tem a oferecer para melhorar a condição de vida do povo brasileiro. Não interessa o que já fizeram antes, o que foi feito não foi ainda suficiente. Deveriam mostrar os problemas e dizer o que fariam daqui em diante para mudar a situação... E só isso, sem mais demagogia.

 

 

Voltando a falar da corrupção escancarada em Dourados, por certo a solução mais fácil, e correta, seria a de que todos os envolvidos, filmados embolsando dinheiro roubado dos cofres públicos, tomassem consciência e renunciassem aos seus cargos.  Eles já deveriam ter entendido que povo não os quer mais como seus representantes. Peçam desculpas aos que os elegeram, deixem os seus cargos, vão cuidar de reconstruir suas vidas pessoais e parem de ficar provocando ainda mais a ira dos douradenses. Se posteriormente, e porventura, vierem a provar inocência, e se for das vossas vontades, busquem novo mandato em eleições futuras.  As pessoas que amam essa cidade querem ver tudo voltar à normalidade o mais rápido possível. Queremos nossa cidade nas mãos de um administrador competente, com visão futurista, que traga pra cá grandes obras, grandes indústrias, que gere empregos e oportunidades aos profissionais que se formam nas universidades locais, ou seja, que coloque a cidade novamente no rumo do desenvolvimento. De pouco mais dez anos para cá, a cidade só não estagnou de vez em função de investimentos privados, empresas que aqui vêem possibilidade de grandes negócios em função da força do nosso Agronegócio, e da posição estratégica da nossa cidade, que atende a necessidades diversas de vários outros municípios ao nosso redor. Dourados é a segunda maior cidade do Estado, mas o que assistimos estáticos é a real possibilidade de perda dessa condição para outras cidades melhor administradas no MS. Falta ou conhecimento, ou visão, ou habilidade, e até criatividade, daqueles que por aqui ultimamente assumiram a administração publica municipal. São muitos os problemas, e um dos que precisa urgentemente de gente que entenda do assunto é o transito. É necessária uma reorganização, ou reestruturação, geral do transito em nossa cidade, principalmente nas avenidas centrais e alguns acessos a bairros, como, por exemplo, a popularmente conhecida W 5, que liga o centro aos bairros Izidro Pedroso, Terra Roxa e outros, onde o perigo é constante para todos que trafegam ou moram nessas vias. Podemos considerar Dourados como uma grande cidade, com transito de cidade pequena.

 

 

Mudando de rumo, saindo um pouco de Dourados, e como presto serviço há mais de três anos na cidade de Sidrolândia, e percorro semanalmente esse trecho Dourados – Itapora – Maracaju – Sidrolândia, e muitas vezes até Campo Grande, não tem como não ser perceptível e fazer o comparativo entre os trechos da rodovia. Muito bom o atual trecho de Dourados – Itaporã, uma maravilha de obra, pistas largas nos dois sentidos, pistas laterais, iluminação, enfim, essa obra pode ser considerada “coisa de primeiro mundo”. Por outro lado, péssima a outra parte da rodovia, que vai de Itaporã, passando por Maracaju e Sidrolândia, até Campo Grande. Trecho estreito, grande parte sem acostamento, sinalização precária, pior no período noturno, enfim, pronta para se transformar numa rodovia da morte. Este ano de 2010 já ocorreram vários acidentes com vítimas fatais, só nos meses de agosto até o inicio de outubro tenho conhecimento da morte de pelo menos sete pessoas em quatro graves acidentes. O movimento dos chamados treminhões carregando cana para as Usinas de Álcool existentes no trecho, a utilização da rota como fuga do movimento da BR 163 e o recente asfaltamento do trecho que faltava da rodovia entre Maracaju a Ponta Porã, que diminui a distância entre Campo Grande a Ponta Porã, todos esses fatores fizeram com que o tráfego de veículos ali aumentasse consideravelmente. Como é uma rodovia estadual, cabe ao governo do Estado tomar medidas urgentes para melhorar as condições de tráfego nessa rodovia.

 

 

Só para deixar registrado, por lembrança de meus tios, e para lembrança dos antigos desportistas douradenses, nossa tardia mas justa homenagem aos familiares em função do falecimento no ultimo mês de agosto, em Dourados do Sr. Izaias Marques Vieira, que tinha por apelido “Tio Pinela” quando jogou no Operário Esporte Clube de Dourados, na posição de volante, nos idos anos 68/69 e que faleceu tragicamente depois que um caminhão boiadeiro tombou em cima dele quando caminhava a beira da Avenida Guaicuru. O outro, em Sidrolândia, vítima de infarto fulminante, aos 63 anos, o Sr. Benigno Escobar, conhecido como “Guarani”, que foi ponta direita do Operário Esporte Clube de Dourados, no ano de 1968, e aqui deixou grandes amigos. Guarani era há mais de vinte anos professor de Educação Física, muito querido em Sidrolândia

 

 

Para encerrar, e para reflexão de muitos, deixo aqui uma frase de Artur Schopenhauer: “O dinheiro é uma felicidade humana abstrata; por isso aquele que já não é capaz de apreciar a verdadeira felicidade humana dedica-se completamente a ele”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DICAS DE MARKETING
5 dicas de marketing para um negócio de dropshipping
CRIME HEDIONDO
Câmera flagra ataque de suspeito de estuprar garota de 14 anos em SP; vídeo
TERROR
Ataque dentro da Catedral deixa ao menos cinco mortos em Campinas
REVIDE
Passageiro atropelado por motorista de aplicativo após vomitar em carro está em coma
A SERVIÇO DE DEUS
Angela Bismarchi festeja diploma para ser pastora: ‘Eu era pecadora e não sabia’
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz dá caixa com terra de cova de Gabriel para Valentina
INTOCÁVEL
PF pediu prisão domiciliar de Aécio, Cristiane Brasil e Paulinho da Força, mas PGR e STF não concede
DICA DO DIA
Como obter uma autorização de residência no Brasil
CENTRO ESPÍRITA
Médium é acusado de Abusos Sexuais em crianças
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau leva surra de chicote no bordel