Menu
SADER_FULL
sábado, 18 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Leia o artigo A “língua boa”, por Filipe Gattino

12 Jul 2010 - 18h00Por Filipe Gattino Nogueira

A “LÍNGUA BOA”

 

 

Algo que me intriga profundamente quando leio sobre o início da colonização no Brasil é a forma de comunicação estabelecida entre os primeiros portugueses e os nativos que aqui viviam. Na maioria dos livros didáticos de História este tema passa batido ou é tratado de maneira muito superficial.

 

 

Levou muitos anos para que portugueses e nativos pudessem estabelecer uma comunicação satisfatória e para isso uma “língua alternativa” foi criada.

 

 

José de Anchieta, o missionário jesuíta que chegou ao Brasil em 1553, foi responsável por escrever a gramática e o vocabulário de um novo idioma, no qual, portugueses e nativos eram capazes de compreender. Posteriormente, os jesuítas disseminaram o nheengatu, também chamada de “língua geral brasílica”, ou “língua boa”, do sul do país ao Amazonas.

 

 

A necessidade de uma uniformização lingüística surgiu devido à grande diversidade de línguas faladas entre os indígenas. Essa diversidade se apresentava mesmo em pequenos deslocamentos de poucos quilômetros território adentro. Alguns estudiosos asseguram que existiam mais de 800 línguas diferentes quando os portugueses aqui aportaram.

 

 

Pode-se dizer que os portugueses que aqui chegaram também sofreram um processo de aculturação. Do ponto de vista da comunicação, em alguma medida eles foram colonizados, acrescentando ao seu vocabulário palavras da “língua boa”.

 

 

Essa profunda integração com o povo nativo do Brasil levou os jesuítas ao bilingüismo. Quando foram expulsos do Brasil em 1757, seguiu-se a proibição do uso do nheengatu e a obrigatoriedade do português como língua oficial. No entanto, a “língua boa” deixou uma pequena mostra no nosso vocabulário moderno como as palavras, bichano, choupana, jacaré, mingau, peteca, toró e muitas outras.

 

 

 

         Filipe Gattino Nogueira

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
Confira o cardápio do delicioso almoço neste domingo no Pesqueiro 7 Bello em VICENTINA
CRIME PASSIONAL
Marido flagra esposa com suposto amante e caso termina em morte
NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente