Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de outubro de 2019
CÂMARA BONITO OUTUBRO 2019
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Lei proposta por Celina Jallad normatiza o controle de cães

15 Mar 2007 - 13h26

O prefeito Nelsinho assina nesta quinta-feira o decreto que regulamenta a Lei de Posse Responsável de Animais Domésticos, conhecida como Lei do Cão. O dispositivo legal objetiva reduzir o ataque de cães na Capital, imputando responsabilidades aos proprietários. Após a regulamentação da norma, a secretaria municipal de Saúde da Capital deve doar coleiras com inseticidas para combater o mosquito transmissor da leishmaniose para todos os cães sadios.

Normas que auxiliam no combate à leishmaniose foram apontadas em plenário, esta semana, pela deputada Celina Jallad que citou projeto de sua autoria – transformado na lei nº 2.990/06, que prevê normas valiosas no combate à doença, que atualmente aterroriza a população. A lei nº 2.990/05 sistematiza a posse responsável de cães e gatos em mato Grosso do Sul. Cães e gatos são normalmente hospedeiros de zoonoses como a toxoplasmose e a leishmaniose.

Celina lembrou que muitos órgãos desconhecem a legislação vigente e propôs aos deputados. "Temos que encontrar uma fora para estreitar o cumprimento das leis, principalmente daquelas que resultam em imediata melhoria na qualidade de vida da população", completou a deputada.

Pela lei, os proprietários de cães e gatos devem registrar os animais no órgão municipal responsável pelo controle de zoonoses ou em estabelecimento veterinário devidamente credenciado. A obrigatoriedade deveria ter sido ser cumprida em até 180 dias da publicação da lei, aprovada pela Assembléia Legislativa, em maio de 2005.

Descumprida a determinação legal, o proprietário deveria pagar a multa imposta por animal não registrado, correspondente a um Uferms. No registro dos animais devem constar dados como nome do animal, sexo, raça, cor, data de nascimento real ou presumida e fotos do animal de corpo inteiro, em dois ângulos diferentes. Além do documento, também serão dadas as vacinas obrigatórias. A lei ainda regula como o animal deve ser conduzido em vias e logradouros públicos, a fiscalização e apreensão dos cães e gatos caso não estejam cadastrados.

 

Fátima News / Assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESABAMENTO DE PRÉDIO
Fortaleza: sob escombros, vítimas telefonam e jovem faz selfie
VICENTINA EM DESTAQUE
Vicentinense é destaque na São Paulo Fashion Week
ROMARIA
Romeiros saíram nesta quinta, 17, de Fátima do Sul para Aparecida do Norte
DESCARGA ELÉTRICA
Mulher morre após levar choque em máquina de lavar
MISTÉRIO
Mulher é morta e jogada no rio; filho de quatro anos da vítima estava em carro abandonado
ABUSOS À CRIANÇAS
Três meninas são abusadas pelo avô em troca de doces
COVARDIA
Criança de 5 anos era agredida todos os dias pelo pai, inclusive para se alimentar
SORTUDO
Fotaleza tem o mais novo milionário da Mega Sena
NOVELA GLOBAL
Amadeu abandona defesa de Josiane durante o julgamento da vilã em 'A dona do pedaço'
HOMOFOBIA
Filho de Mauricio de Souza desabafa após ataques homofóbicos: 'Desejam que eu apanhe'