Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Kemp rebate críticas aos investimentos do Governo em saúde

10 Ago 2004 - 13h27
Para o deputado estadual Pedro Kemp repasse do Governo Zeca à saúde é o maior da história do Mato Grosso do Sul

O deputado estadual Pedro Kemp, líder da bancada petista na Assembléia Legislativa de MS, fez hoje pronunciamente incisivo em defesa do governo Zeca do PT e de sua gestão na área da saúde. Com dados apresentados na edição de ontem do O Estado de S. Paulo, Kemp pôde afirmar que o repasse do estado de Mato Grosso do Sul está acima da média de todos os estados da união; em 9,5% quando a média nacional foi de 8,55%. Conforme ele mesmo afirmou, observar a situação caótica da saúde e os “discursos fáceis” da oposição contra o governo do estado foram os principais motivos para o pronunciamento que causou forte irritação aos deputados do PSDB e PMDB.

“O Governo Zeca conseguiu elevar os recursos destinados à saúde que em gestões anteriores eram em torno de 1% para aproximadamente 10%. E de acordo com a reportagem do Estadão, Mato Grosso do Sul aplicou em 2003, 9, 5% de sua receita”, afirmou o líder do PT, “o próprio salto da receita do Estado no primeiro mês de administração do governador Zeca mostra um aumento de recursos para a área da saúde nunca visto na história de Mato Grosso do Sul”.

Kemp não deixou de frisar o desempenho das administrações do PSDB e do PMDB também apresentadas nas matérias de ontem. “Aconselho que aqueles que tem acusado o Governador pelo caos na saúde que observem o que o seus partidos tem feito nos estados em que administram”, disse se referindo as percentagens de aplicação dos recursos em saúde do Rio Grande do Sul (PMDB), Rio de Janeiro (PMDB) e Minas Gerais (PMDB), com índices respectivamente de 6,42% ; 5,5% e de 6% de aplicação.

Para o deputado o projeto de descentralização e regionalização do serviço de saúde que vem sendo implementado pelo governador é um exemplo a ser seguido pela Capital do Estado que “tem se omitido da responsabilidade pelo atendimento emergencial de responsabilidade do Município deixando que os grandes hospitais como a Santa Casa e o HU recebam um grande afluxo de doentes ”.

Assessoria de Imprensa / AL

Deixe seu Comentário

Leia Também

SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade